AGRICULTURA: MECANIZAÇÃO AGRÍCOLA É AFETADA PELA FALTA DE COMBUSTÍVEL

AGRICULTURA: MECANIZAÇÃO AGRÍCOLA É AFETADA PELA FALTA DE COMBUSTÍVEL

Embora seja este um período de menor atividade, em consequência da falta de chuvas para o plantio, a mecanização agrícola da Secretaria Municipal de Agricultura (Seagri) segue no atendimento àquelas famílias de microprodutores que dispõem de sistema de irrigação. Até agora, 335 famílias foram beneficiadas, com um total de cerca de 270 hectares (ha) mecanizados. 

Esta semana, devido à greve dos caminhoneiros, o serviço de mecanização agrícola, que acontecia na região da Transamazônica, foi paralisado em consequência da falta de combustível. O maquinário no aguardo de abastecimento atende o entorno da Vila Brejo do Meio, PA Tibiriçá e PA Palmeira Jussara, referentes à agenda de maio.

Depois seguirá para o IFPA (Instituto Federal de Educação Rural), na região do Rio Sororó. Seguindo depois para os PA’s 26 de Março e Cedrinho, onde cerca de seis famílias serão atendidas com mecanização para o plantio irrigado de melancia.

Também na mesma região (Sororó), outras seis famílias terão mecanização na PA Escada Alta. Para o mês de maio estava previsto o beneficiamento de 18 ha; e, em junho, outros 45 hectares.

De acordo com agrônomo Deibson Varanda, coordenador do Departamento de Mecanização Agrícola da Seagri, o trabalho pesado da mecanização acontece a partir de setembro, com média superior a 100 ha/mês.

ACESSIBILIDADE
X