EDUCAÇÃO: COLÉGIO MILITAR DE MARABÁ VIRA REFERÊNCIA PARA CANAÃ DOS CARAJÁS

EDUCAÇÃO: COLÉGIO MILITAR DE MARABÁ VIRA REFERÊNCIA PARA CANAÃ DOS CARAJÁS

Prefeito de Canaã elogia modelo do CMRIO e pretende implantar escola nos moldes da parceria entre PMM e Polícia Militar

 

 

 O prefeito Jeová Andrade e técnicos da Secretaria Municipal de Educação daquele município estiveram nesta terça-feira, dia 2 de outubro, em visita ao Colégio Militar Rio Tocantins (CMRio) para conhecer a estrutura, logística e andamento da parceria entre a Prefeitura de Marabá e a Polícia Militar do Pará.

Eles foram acompanhados pelo secretário adjunto de Educação, Orlando Lima Morais, e ainda pelo corpo pedagógico da escola, coordenado pela diretora Hellen Nyde da Silva e Souza, a quem coube explicar a transformação da Escola Rio Tocantins em Colégio Militar e as mudanças visíveis ocorridas em poucos meses.

Jeová Andrade e sua equipe visitaram os espaços do Colégio Militar, conversaram com professores, alunos e demais servidores e chegaram à conclusão que, de fato, o modelo de educação com foco na disciplina está contribuindo na melhoria do processo ensino-aprendizagem.

O prefeito do vizinho município revelou que, antes de Marabá, esteve em Palmas-TO, onde visitou um colégio militar que funciona em parceria com a Marinha e Corpo de Bombeiros e agora chega à conclusão que é possível implantar um colégio militar em parceria com a PM em Canaã dos Carajás, já a partir do início do ano letivo de 2019. “As famílias também vão ganhar muito com a transformação de uma escola tradicional em Colégio Militar e temos certeza que em pouco tempo vamos ter bons frutos, assim como está ocorrendo aqui em Marabá. Alunos disciplinados dificilmente darão trabalho para as forças de segurança no futuro”, avalia Jeová Andrade.

O prefeito Tião Miranda autorizou o início das obras de reforma do Colégio Militar Rio Tocantins, que absorverá recursos da ordem de R$ 1,6 milhão. As obras deverão começar em breve e se intensificar durante o período de férias escolares, para que o ano letivo de 2019 inicie com os trabalhos concluídos.

ACESSIBILIDADE
X