quarta-feira - 19 setembro 2018

IMUNIZAÇÃO: MARABÁ ATINGE MAIS DE 50% DA META DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE

IMUNIZAÇÃO: MARABÁ ATINGE MAIS DE 50% DA META DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE

A Secretaria Municipal de Saúde montou uma grande estrutura no sábado (12), para imunizar o máximo de pessoas contra a Influenza (vírus da gripe). No dia D, de prevenção contra a gripe mais de 40 postos de vacinação abriram as portas, na zona urbana e rural de Marabá. Aproximadamente 27 mil já foram vacinadas, desde que a campanha iniciou em 23 de abril e a meta é vacinar 51.823 pessoas até o dia 1º de junho.

Seu Clayton Pantoja levou o filho de 3 anos para vacinar, porque entende a importância de proteger o pequeno Clayton contra a doença. “A gripe está dando muito nas crianças eu trouxe justamente porque a vacina é muito importante”, enfatiza o agrimensor.

Maria Bulhões é funcionária pública da área da saúde, mas também é mãe de cinco filhos e levou a filha de 2 anos para se prevenir. “Porque com a vacina na criança a gripe pode ser evitada” frisa a servidora.

Já o aposentado Romão Araújo de 85 anos foi levado ao centro de saúde Hiroshi Matsuda, na folha 11, pela filha Helen Veras. “Geralmente quando a gripe atinge essas pessoas elas ficam muito debilitadas, então a gente traz pra justamente prevenir”, observou a moça.

O secretário de saúde, Marcone Santos, visitou algumas unidades de saúde para acompanhar a ação no fim de semana. Segundo ele, a secretaria está fazendo a sua parte e espera que a população compareça para ajudar o município a combater o vírus da gripe. “Focamos no atendimento das metas considerando a relevância da prevenção para a saúde local”, disse o secretário. Ele acrescentou ainda que é um desafio pelo tamanho do município, mas que a SMS reconhece a relevância da prevenção.

Da mesma forma, Crissiana Dias, coordenadora da Imunização, solicita que a população procure as unidades de saúde, pois todas estão abertas pra receber as pessoas dentro dos grupos de risco.

A Vigilância em Saúde alerta para a necessidade da prevenção no município que é polo e recebe pessoas de todo o mundo. Segundo Fernanda de Miranda, a vacina “é a única forma de fazer o bloqueio e garantir a não transmissão dessa doença no nosso município. É preocupante pela forma de transmissão, que ocorre por vias respiratórias, é muito fácil, transmite de pessoa pra pessoa”, alerta.

Em suma, a Atenção Básica de Marabá está preparada para receber os grupos prioritários em qualquer unidade de saúde, até o dia 01 de junho, afirma Camila Lopes, diretora do setor. “Vamos trabalhar em cima da imunização e durante toda a semana será intensivo dentro das unidades de saúde, na zona urbana e rural”, finaliza.

ACESSIBILIDADE
X