MUTIRÃO DE OFTALMOLOGIA CHEGA EM MORADA NOVA

MUTIRÃO DE OFTALMOLOGIA CHEGA EM MORADA NOVA

O projeto atinge a marca de 15 mil atendimentos em Marabá

Em Morada Nova, a “Semana da Saúde Visual” teve início na última segunda-feira, dia 11 e já atendeu mais de 3 mil pessoas. Lá o mutirão está acontecendo no Centro de Saúde Carlos Barreto, localizado na Avenida Tocantins.A ação que já percorreu os núcleos da Nova Marabá e Cidade Nova, é promovida pela ONG B’nai Shalom Mashiach (Filhos da Paz do Messias), em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e o Governo do Estado, por meio do Vice-Governador Zequinha Marinho.

O coordenador da ação e palestrante David Ayslan ressalta que mais de 15 mil atendimentos foram feitos nas duas primeiras ações e que a expectativa é que este número aumente para pouco mais de 20 mil até o fim desta terceira e última etapa em Marabá.

Um dos melhores apoios que nós já tivemos no estado do Pará”, afirma David Ayslan.

“ Nós não conseguiríamos isso sem os apoios da prefeitura, prefeito, vice-prefeito, vereadores, secretários e fora toda a equipe de voluntários que está dando todo o apoio pra gente. Um dos melhores apoios que nós já tivemos no estado do Pará”, afirma David Ayslan. Ele explica ainda o funcionamento do mutirão: “o primeiro momento é apenas de triagem, mas na próxima semana, as pessoas devem passar pelos exames clínicos (Fundo de olho, Tonometria (para saber se a pessoa tem Glaucoma, pressão baixa nos olhos), Retinografia e Refração. No caso de pacientes com Glaucoma, os medicamentos serão doados. Quanto aos pacientes com necessidades de cirurgia, estes serão encaminhados para o hospital da ONG que será inaugurado em Belém, até o fim do ano, esclarece o palestrante.

“Estou gostando do atendimento” Minelvina Gomes

Com 65 anos, dona Minelvina Gomes, disse que sente a visão prejudicada e aproveitou a oportunidade para consultar e fazer os exames totalmente gratuitos. “Eu estou sentindo a vista encurtando demais, aí eu vim. Estou gostando do atendimento, agora vou aguardar para ver o que eles dizem”, observou a dona de casa que ainda iria passar por outros exames.

“Está ótimo, até trouxe mais gente”. Maria de Jesus

Já dona Maria de Jesus sofre de catarata e aguardava atendimento no Hospital Regional, há 1 ano. Para ela foi recomendada a cirurgia, por isso, não pensou duas vezes em participar do mutirão. “Quando fiquei sabendo, eu pensei…vou lá, pra ver se consigo! Porque tô numa situação que já tive de comprar um outro óculos, para aliviar um pouco, então eu vim, fui atendida. Está ótimo, até trouxe mais gente”, enfatizou a aposentada de 65 anos.

Porque nós ficamos algum tempo sem oftalmologista na rede, mas agora temos a oportunidade de ajudar. Amanda Kelly Sousa – Gerente da Unidade

De acordo com a gerente da unidade Amanda Kelly Sousa, para atender o máximo de pessoas da localidade, os agentes de saúde estão nas ruas comunicando a comunidade sobre ação. Além disso, o centro de saúde firmou parceria com as escolas municipais locais e com o CRAS no intuito de divulgar o atendimento.“Nossa participação é capturar pessoas que ainda não puderam fazer exames de vistas quando foram reguladas. Nós estamos tentando trazê-los né, para que possam ser feitos todos esses exames, eles serão acompanhados,”, enfatizou a gerente.

No Centro de Saúde Carlos Barreto os atendimentos do posto continuam acontecendo, tais como, vacinação, curativos e os médicos estão presentes para atender emergências. O assessor do Vice-Governador, Luivon Matos, que acompanha a ONG pelo o estado do Pará, informou que Marabá é a 33ª terceira cidade paraense a ser contemplada com a ação este ano e as próximas cidades deverão ser Brejo Grande do Araguaia e Palestina do Pará.

ACESSIBILIDADE
ACESSIBILIDADE