SAÚDE: HMM E CAPS FAZEM AÇÕES NO DIAS DE LUTA ANTIMANICOMIAL

SAÚDE: HMM E CAPS FAZEM AÇÕES NO DIAS DE LUTA ANTIMANICOMIAL

 

Hoje, 18, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Departamento de Média e Alta Complexidade, promove dois eventos alusivos ao Dia Nacional da Luta Antimanicomial, objetivando mostrar a evolução do tratamento de portadores de transtornos mentais, antes realizado em manicômios, para a fase atual, em hospitais nos períodos de crise e no meio familiar.

Segundo Dármina Duarte, diretora de Média e Alta Complexidade, pela manhã a ação teve lugar na Ala Psicossocial do Hospital Municipal de Marabá (HMM), tendo como público alvo familiares de doentes mentais, servidores, estudantes da Faculdade Carajás

Equipe da ação no HMM e CAPS

e convidados.

Alguns familiares, acompanhantes, manifestaram-se para elogiaram a forma de tratamento dispensada no HMM, enquanto um servidor fez um histórico da evolução do tratamento psiquiátrico, volvendo ao período anterior a meados da década 1980, quanto os portadores de deficiência mental eram aprisionados e submetidos a tratamento de choque.

Por volta de 1987, começaram às lutas por mudança na política brasileira de saúde mental, centrada em novas possibilidades assistenciais, por intermédio de hospitais com novas estruturas de atendimento, assumindo o lema “Por Uma Sociedade Sem Manicômios”, que culminou com a Lei 10.216/2001, dispondo sobre “a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redirecionando o modelo assistencial em saúde mental”.

Ainda de acordo com Dármina, o segundo evento da espécie está previsto para logo mais às 14 horas, no CAPS (Centro de Atendimento Psicossocial), localizado às proximidades da Sespa, na Nova Marabá.

ACESSIBILIDADE
ACESSIBILIDADE