quarta-feira - 14 novembro 2018

SEGURANÇA: MARINHA DO BRASIL DÁ APOIO NA SEGURANÇA AOS BANHISTAS EM MARABÁ

SEGURANÇA: MARINHA DO BRASIL DÁ APOIO NA SEGURANÇA AOS BANHISTAS EM MARABÁ

A preocupação com a segurança dos banhistas neste período de férias escolares está entre os principais pontos de uma reunião entre a Secretaria de Segurança Institucional da Prefeitura de Marabá e a Marinha do Brasil, que está com um efetivo e estrutura logística pronta para atender os municípios com maior movimentação de turistas nos balneários da região sudeste do Pará.

Um trailer está montado na área de embarque na Orla do Rio Tocantins, onde faz atendimento à população e orienta quem deseja adquirir a habilitação para pilotar embarcações. Segundo o comandante do grupamento, capitão-tenente Cardoso Silva, a ação faz parte da operação verão que está sendo desenvolvida em todo o Estado. O objetivo é atuar na orientação aos banhistas quanto aos cuidados que as pessoas devem ter ao buscar transportes nos rios da região, e observar se o barco tem à disposição os itens de segurança como colete salva-vidas e se estão respeitando o limite máximo de passageiros permitido na embarcação.

Ainda segundo o comandante, há uma preocupação também em relação à embarcações menores como as rabetas, já que o limite de passageiros é menor e tem a possibilidade de escalpelamento, em razão do eixo do motor ficar exposto.

A marinha também irá atuar na fiscalização para prevenção de acidentes envolvendo motos aquáticas e lanchas. A orientação é não pilotar motos e lanchas sem estar devidamente habilitado, sendo que será usado bafômetro durante as fiscalizações, se o banhista for flagrado dirigindo e se constatado que ingeriu bebida alcoólica será enquadrado nos artigos 261 e 132 do código penal, que se refere à condução perigosa em meio aquático, podendo ser preso.

Para Jair Guimarães, Secretário de Segurança Institucional, a presença da marinha do Brasil é de extrema importância para a segurança dos banhistas, inclusive combatendo quem viola a legislação náutica, usa álcool e sai pilotando as motos aquáticas e lanchas, colocando em risco a vida de pessoas. “Que essas pessoas trafeguem com segurança sua lancha ou moto aquática pois vai ter bafômetro nas fiscalizações para que possamos ter um verão seguro para todos”.

Na região sudeste, além de Marabá, a Marinha irá atuar também nos municípios de São Félix do Xingu e Tucuruí.

ACESSIBILIDADE
X