terça-feira - 18 dezembro 2018

SEMED: FESTIVAL “MATINTA PERERA” DIVULGA VENCEDORES DA 2ª EDIÇÃO

SEMED: FESTIVAL “MATINTA PERERA” DIVULGA VENCEDORES DA 2ª EDIÇÃO

Projeto reúne 38 escolas da rede municipal e distribui vários prêmios para alunos e professores

 O Departamento de Ensino da Secretaria Municipal de Educação (SEMED) divulgou, nesta quarta-feira, dia 7, a lista com os nomes dos vencedores do II Festival Literário e Cultural “Matinta Perera”, que este ano manteve foco na leitura dos estudantes. Ao todo, 38 escolas participaram do certame, sendo 22 alunos do 1º ao 5º ano e 16 do 6º ao 9º ano.

No segmento de 1º ao 5º ano, a grande vencedora foi a aluna Francilene Souza Lima, do 5º ano da Escola Tereza de Castro, que leu exatamente o conto “Matinta Perera”, alcançando nota 9,8. Ela recebeu apoio da professora Jacinta Pontes, da Sala de Leitura.

Em segundo lugar ficou o aluno Felipe Rodrigues de Araújo, do 5º ano da Escola Doralice Vieira, com o conto “Açaí – Lendas e Mitos”. Ele foi auxiliado pela professora Vânia Mourão e recebeu nota 9,1.

O terceiro colocado foi o estudante Ruan Nascimento Fernandes, do 5º ano da Escola Maria Luzia Oliveira. Ele recebeu nota 9,03 com a leitura do “Trem assombrado”, sob auxílio da professora Sueli Nascimento.

A banca julgadora chegou à conclusão de que no segmento de 6º ao 9º ano, que trabalhou com o gênero conto, o vencedor foi o aluno Samuel de Sousa Lopes, com a leitura da produção “O Curupira e o Pobre”, com a nota 10,00. O primeiro colocado é estudante do 6º ano da Escola Anísio Teixeira e a elaboração da apresentação contou com auxílio da professora Edlene Almeida, da Sala de Leitura.

O segundo colocado foi Lucas Dellaian Conceição, estudante do 9º ano da escola José Cursino de Azevedo. Ele alcançou a nota 9,9 com o conto “O calça molhada”, tendo recebido colaboração da professora Ana Meires Santos.

O terceiro colocado nesta categoria foi Thayenne Vitória Ferreira, do 8º ano da escola Acy Barros. Ela alcançou a nota 9,8 com o conto “A lenda do porco seco”, tendo recebido apoio da professora Eucineide Ferreira.

A audição do Festival Matinta Perera foi realizada no dia 19 de outubro, no auditório do SESC, no bairro Cidade Nova, com a participação de dezenas de pessoas.

Marluce Caetano, uma das coordenadoras do projeto pela SEMED, explica que no ano passado, o festival foi realizado para incentivar a produção textual e, em 2018, os alunos são estimulados a exercitar a oralidade. Com isso, os estudantes participantes desenvolvem a arte de falar em público, a dicção, entoação e postura. “Houve concurso interno em várias escolas e os representantes de cada um vieram para este festival, um momento de confraternização entre os estudantes”, avalia Marluce Caetano.

A coordenadora do projeto observa que das 106 escolas do município de Marabá, 84 possuem sala de leitura. O Festival “Matinta Perera” visa a incentivar que os profissionais que atuam nessas salas de leitura também criem projetos internos para aproximar os estudantes dos livros e da leitura de uma forma geral, mesmo que em ambiente digital.

PREMIAÇÃO

A premiação de todos os eventos da SEMED vai acontecer durante a Mostra da Educação, que será realizada em dezembro próximo, em local e data ainda a serem divulgados para as escolas.

Três pessoas participaram da banca avaliadora do Festival Matinta Perera, que oferece premiação diversa, inclusive em dinheiro. O primeiro colocado do 1º ao 5º ano ganha um tablet mais um kit de livros literários; o segundo colocado um relógio de pulso mais um kit de livros literários; e o terceiro lugar receberá uma mochila com material escolar mais um kit de livros literários.

Do 6º ao 9º ano os premiados também recebem um kit de livros, mas o primeiro colocado leva para casa um aparelho celular; o segundo um relógio de pulso; e o terceiro uma mochila com material escolar.

O professor incentivador de cada nível recebe um kit de livros, R$ 500,00; R$ 250,00 para o segundo colocado; e R$ 150,00 para o terceiro. O resultado será divulgado no dia 7 de novembro.

ACESSIBILIDADE
X