Assistência Social: CRAS na Folha 13 apresenta serviços à comunidade

Na manhã desta sexta-feira (31), a Secretaria de Assistência Social, Proteção e Assuntos Comunitários (SEASPAC), por intermédio do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS Folha 13), Nova Marabá, apresentou àquela comunidade os serviços que serão oferecidos no decorrer deste ano, com destaque para aqueles ligados à Convivência e Fortalecimento de Vínculos e ao Centro de Atendimento Especializado da Criança e do Adolescente (CEACA), bem como a nova coordenação que estará à frente daquela unidade de serviços socioassistenciais.

Segundo Andreia Freitas Passos, coordenadora do CRAS Folha 13, todo o pessoal (adolescentes, mulheres, grávidas e pessoas idosas), cerca de 325 pessoas, já estão matriculados para as oficinas que serão desenvolvidas a partir de fevereiro, iniciando com confecção de máscaras de carnaval. Trata-se de gente da própria Folha 13 ou de outros bairros, desde que se enquadre no perfil baixa renda, no CadÚnico – Cadastro de Benefícios Sociais do Governo Federal.

No âmbito de matrícula, ainda existem vagas para a oficina de brinquedos, no que tange à fabricação e pintura, que devem ser estudantes regularmente matriculados em escola da rede pública, com idade entre 14 e 17 anos. Lembrando que esses aprendizes tem participação de 60% do valor arrecadado com a venda desses artefatos.

Além das oficinas, o CRAS também oferece palestras com temas variados, como gravidez na adolescência; trabalha com inclusão no mercado de trabalho, pelo Acessuas – Programa Nacional de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho – incluindo o programa Jovem Aprendiz, em parceria com o CIEE.

A partir das boas-vindas aos grupos objeto de seu trabalho, aquele CRAS também fará a apresentação da sua nova equipe, agora sob a coordenação de Andreia Freitas Passos.

Depois da apresentação dos serviços, um momento de descontração com contação de história, por Gabi Silva, do “Canal Conta Gabi”, que apresentou duas fábulas especialmente para reflexão sobre o amor e a importância do que se ganha e perde durante toda a vida.

Em seguida, Nadjalúcia Lima, secretária de Assistência Social, reportou-se acerca da importância do serviço de convivência e fortalecimento de vínculos exercido com muito afinco naquela unidade e disse que enquanto estiver a frente do serviço social fará tudo em prol do aprimoramento dos CRAS.

Muitos usuários participaram do evento, quase na totalidade mulheres, a exemplo de dona Irene Alves Pereira, aposentada, que disse estar retornando para ao CRAS para participar das atividades relativas à terceira idade, que são ótimas.

Já a dona de casa Poliana Rodrigues da Silva prestigiou a abertura dos serviços porque tem dois filhos matriculados naquela unidade, por isso se acha no dever de participar daquele momento. O evento foi encerrado com um lanche reforçado para servidores e convidados.

Texto e Fotos: João Batista

Acessibilidade