Assistência Social: Vendedores ambulantes recebem cestas básicas de alimentos

(1 de abril de 2021)

Os ambulantes chegaram logo cedo à sede da Seaspac (Secretaria de Assistência Social, Proteção e Assuntos Comunitários), na manhã desta quinta-feira (1º), e consultaram o nome em uma lista de 67 trabalhadores que estavam aptos a receber a cesta básica de alimentos.

A vendedora ambulante Francisca Medeiros de Almeida foi uma das primeiras a chegar e receber a cesta. Ela está há quase um ano sem trabalhar e diz que ultimamente ficou mais difícil a situação de quem trabalha com vendas na Orla de Marabá.

Dona Francisca Medeiros

“A cesta básica ajuda muito, pois estamos sem trabalhar nesse tempo, mas o que queremos mesmo é voltar ao nosso trabalho e ganhar nosso pão de cada dia, esperamos que tudo isso acabe logo”, disse dona Francisca.

As cestas, num total de 70, foram doadas pela empresa JBS, em Marabá. Todas elas são para atendimento às famílias que estão em situação de vulnerabilidade social e econômica, seja aos ambulantes sem trabalho ou às famílias atingidas pela enchente. Este é o segundo ano que a empresa realiza essa parceria com a Seaspac.

“Esta é uma ação do programa ‘fazer o bem faz bem’ que mantemos na JBS, e tem o objetivo de ajudar as comunidades, famílias que estão em situação de risco ou vulnerabilidade e que estão passando por necessidades, principalmente nesse momento difícil que estamos passando de pandemia e também pela enchente que afetou nosso município”, pontuou Luilma Alves, gestora de RH da JBS.

Luilma Alves, gestora de RH da JBS

Silvio de Jesus Santos, presidente da associação de vendedores ambulantes de Marabá – Avam, com sede na Marabá Pioneira, disse que as cestas chegaram em boa hora e que vai atender a categoria, que tem realizado serviços alternativos para ter algum tipo de renda.

“É muito importante essa ajuda, pois enfrentamos hoje uma pandemia e não estamos podendo trabalhar. Somos ambulantes, trabalhamos na Orla e nosso recurso é trabalhar, mas infelizmente não estamos podendo, mas vamos vencer mais esse desafio na vida”, disse Silvio de Jesus.

Silvio de Jesus, presidente da Avam

Outra remessa de mais 70 cestas básicas, também doação da JBS, estará à disposição da Seaspac nos próximos dias e deverá atender outro segmento de profissionais atingidos pelas restrições impostas pela pandemia, porém ainda não foi definido qual será o próximo segmento.

“Estamos na véspera da semana santa e no meio de uma restrição bem grande, então recebemos a associação dos ambulantes, fizemos um cadastro e em boa hora veio a parceria da JBS, que nos forneceu essas cestas e fizemos toda uma logística para que fosse entregues hoje, quinta-feira, para garantir esse alimento aos ambulantes antes do final de semana”, disse Nadjalúcia Oliveira, secretária de assistência social da prefeitura de Marabá.

Nadjalucia Iliveira, titular da Seaspac

Veja outras fotos:

Texto: Victor Haôr
Fotos: Paulo Sérgio