CCZ: Quase tudo pronto para a conclusão do bloco cirúrgico

O Bloco Cirúrgico do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), que está sendo construido pela  Secretaria de Viação e Obras Públicas (SEVOP), substituirá as duas salas improvisadas no prédio da administração, onde estão sendo feitas as cirurgias de esterilização dos cães e gatos.

Segundo o engenheiro civil Alex Amoury, responsável técnico pela obra na SEVOP, o bloco cirúrgico está praticamente pronto, com esquadrias montadas, instalações elétricas e pintura concluídas, faltando pequenos detalhes para a conclusão. A obra teve o contrato assinado em 24 de setembro de 2019, com vigência de 12 meses.

Esse novo espaço, erguido com recursos próprios do município, no montante de R$ 367.605,82, também é composto por um quiosque (sala de espera em área aberta) para recepção das pessoas que vão levar seus animais para os procedimentos cirúrgicos. Além de toda a urbanização no entorno da obra.

De acordo com Nagilvan Amoury, gerente do CCZ, o bloco cirúrgico vai oferecer mais condições de trabalho, visto que será composto de todos os espaços que o serviço requer, ou seja, além da área de cirurgia propriamente dita, terá sala pré-anestésica e outra de pós-cirurgia (recuperação) e os espaços periféricos, como banheiro e área de higienização apropriada.

Após a finalização da estrutura física, deve iniciar a fase de implantação do mobiliário e equipamentos, que dependem de processo licitatório.

Por enquanto, o CCZ seguirá a média semanal de 40 procedimentos (castração e histerectomias), que têm como objetivo controle populacional desses animais. A esterilização de cães e gatos também visa evitar o abandono e sofrimento desses animais, além de ser importante à própria saúde humana, uma vez que animais de rua ou sem os devidos cuidados, são potenciais transmissores de doenças (zoonoses), a exemplo da leishmaniose visceral.

O agendamento para histerectomias e castrações pode ser feito pelo telefone 3324-4411, que também é WhatsApp. Vale ressaltar que neste período de pandemia, os procedimentos cirúrgicos, acontecem aos sábados e domingos, para diminuir o fluxo de pessoas. O Centro de Controle de Zoonoses funciona todos os dias, na Avenida 2000, bairro Novo Horizonte.

Texto: João Batista
Fotos: Paulo Sérgio 

Acessibilidade