Covid-19: Com apoio da família, Francisca Alencar se recupera após 4 dias na UTI

“Foi horrível, eu não esperava que iria adoecer. Mas graças ao nosso bom Deus eu me recuperei. Deus fez uma obra na minha vida”, relata Francisca Alencar
Há menos de quinze dias, dona Francisca Altalane Fernandes Alencar, 69 anos, retornou para casa, após passar 4 dias internada na UTI de um hospital particular de Marabá por causa da Covid-19. A atenção da família contribuiu para que a idosa fosse atendida a tempo sem riscos maiores para a saúde. É que no caso dela, a doença avançava sem dar grandes sinais.
Cercada de carinho e otimismo, dona Francisca vai recuperando a saúde ao lado da família com quem deve comemorar o aniversário no próximo dia 14. Os 70 anos de vida chegam com mais essa vitória a favor da idosa que venceu a covid-19 em meio e com um quadro de comorbidades.
Uma das filhas, Socorro Alencar, 36 anos, é quem tem cuidado da mãe mais tempo nos últimos dias. A idosa é hipertensa, cardíaca, sofre com problemas vasculares e ex- fumante. O primeiro sintoma percebido pela familia foi a baixa oxigenação.
“Ela não teve febre, ou tosse forte, dores no corpo, nada! Só mesmo uma gripezinha, coriza. Aqui tínhamos cuidado, ela não saía pra lugar nenhum”, observou Socorro sobre os cuidados que a família mantinha para evitar o contato da mãe com o vírus.
Mesmo cercada de cuidados, o vírus conseguiu entrar dentro de casa da família e a desconfiança é que veio junto com as compras do supermercado. A ida ao médico para checar a saúde foi essencial para a confirmação do diagnóstico revelado pela tomografia e confirmado pelo exame. Segundo Socorro, embora não apresentasse os sintomas graves, a mãe já estava com 50% do pulmão comprometido.
“Ela já foi para emergência. Foi uma situação preocupante por causa do histórico dela. Ela ficou muito abalada porque nunca tinha ficado sozinha. Tem o medo, o choro. Já vem aquele primeiro choque: peguei. Mas o médico conversou, tranquilizou. A sensibilidade, a solidariedade dos profissionais de saúde nessa hora faz toda a diferença, e ela foi bem assistida na UTI do hospital” enfatiza a filha que acredita que o abalo emocional  tem grande impacto na maioria dos casos.
Após o susto, agora dona Francisca apenas se recupera dos efeitos deixados pela covid, a fraqueza. Além disso, a lista de medicamentos aumentou. São aproximadamente 15 remédios, por dia, dentre eles vitaminas, corticoides, zinco e outros, já que a idosa também tem de cuidar da pressão arterial e do coração, bem como dos problemas vasculares.
“Foi horrível, eu não esperava que iria adoecer. Mas graças ao nosso bom Deus eu me recuperei. Deus fez uma obra na minha vida”, disse a idosa, com um tom de agradecimento, mas com a voz  ainda cansada, sobre a experiência com a covid.
Dona Francisca mora em Marabá há 27 anos. Ela tem seis filhos adultos, mas mora em casa apenas com a filha mais nova. Todos da família tiveram contato com o vírus, mas já fazem parte do time de vencedores do coronavírus. No entanto a família continua mantendo com os cuidados de segurança recomendados pela OMS.
Texto: Leydiane Silva
Fotos: Divulgação
Acessibilidade