Covid-19: CTA/SAE suspende realização de testes rápidos e mantem outros atendimentos

O Centro de Testagem e Aconselhamento / Serviço de Atendimento Especializado (CTA/SAE) de Marabá informa que estão suspensos os testes rápidos de rotina enquanto durar a quarentena, mas o órgão segue funcionando normalmente para o atendimento dos pacientes reagentes em HIV, sífilis, hepatites virais e gestantes, pacientes em inicio de tratamento retroviral, Profilaxia Pós-Exposição de Risco (PEP) e atendimento às vítimas de violência sexual. A farmácia também funciona normalmente. O atendimento ocorre das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas.

“Continuamos atendendo pacientes para dar medicação, disponibilizar a medicação. E outros casos, como os novos, porque é importante iniciar o tratamento o mais rápido possível, abuso sexual também disponibilizamos atendimento, exame e medicação”, acrescenta o médico do CTA/SAE, Dr. Eron Santos de Almeida.

Ele explica que pessoas com HIV ou hepatite podem estar ou não no grupo de risco. “Depende da contagem do CD4 e do estado clínico da pessoa. Tem que ser analisado caso a caso”, completa, reforçando que os pacientes que sentirem os sintomas da Covid-19 não devem se dirigir a unidade, e sim ligar para o SAMU.

“No CTA atendemos os sintomáticos, relativos às doenças que são tratadas aqui, quem tiver com tosse, febre, diarréia, falta de ar, já não é conosco”, explica.

Katiane Chaves de Souza, gerente do CTA/SAE de Marabá, explica que a unidade está fazendo alterações no atendimento diário como medida para preservar os que frequentam a unidade, assim como profissionais de saúde. “Montamos um plano de contingencia interna, fizemos alterações nos atendimentos de rotina, com base no decreto do Prefeito e orientações da vigilância sanitária”, conta.

Todos os profissionais estão equipados com máscaras, jalecos e toucas, e recebem orientação em relação à higienização das mãos. Um servidor está na porta do órgão recepcionando e orientando os pacientes que higienizem as mãos na entrada. Além disso, é feita a orientação sobre tocar olhos, nariz e boca, evitar contato com pessoas doentes, cobrir boca ou nariz ao tossir e espirrar, entre outras recomendações.

Fake News

Ela também reforça o pedido para que as pessoas obtenham informações apenas por meios oficiais e evitem compartilhar mensagens do quais não tenham certeza. “Fazemos um apelo com relação à atenção das pessoas com as Fake News, ficarem atentos para compartilhar somente dados oficiais da Prefeitura Municipal de Marabá e das instituições bem como da Secretaria Municipal de Saúde”, pede Katiane.

Muitas mensagens falsas circularam pela internet nos últimos dias em relação ao CTA/SAE. Tais mensagens podem tanto prejudicar, quanto confundir os pacientes, incitando aglomerações desnecessárias. “Neste momento precisamos de união mesmo com a distância. Fica minha orientação com relação a cautela. Importante que as  pessoas identifiquem o que é oficial e o que não é oficial e verifiquem se espalhar essa ou aquela informação, realmente irá contribuir”, completa.

Texto: Osvaldo Henriques
Foto: Arquivo  

 

Acessibilidade