Covid-19: HMM dispõe de centro de triagem para avaliação de pacientes suspeitos

Pessoas que chegaram recentemente de viagem apresentando os sintomas, em especial, idosos, diabéticos, hipertensos ou que tenham problemas respiratórios, a recomendação é que entrem em contato com o Samu (192)

O Hospital Municipal de Marabá (HMM) programou um protocolo de atendimento rigoroso visando a segurança e saúde dos usuários do sistema de saúde pública. Lá, foi montado um centro de triagem, com duas tendas, para evitar ao máximo o contato de pessoas com sintomas suspeitos, aos demais usuários. O município possui um caso confirmado e 15 suspeitos até o momento.

O diretor clínico do HMM, Ednaldo Pereira, explica que na primeira tenda, uma equipe verifica se o paciente apresenta riscos e sintomas suspeitos do coronavírus, como febre alta, tosse e dificuldades respiratórias, se for o caso, o paciente é encaminhado para uma segunda tenda, instalada num anexo ao hospital, onde passará por uma nova avaliação que determinará o procedimento adequado, seja coleta de material para exame, internação e/ou em casos mais graves, o encaminhamento para o Hospital Regional, que é a referência no município.

“Isso para qualquer paciente que chega ao hospital. Se o paciente tem a sintomologia não entra no hospital. Tudo é separado, equipe separada, leitos separados.  As equipes não fazem mais parte das equipes que estão fazendo o atendimento normal do hospital, justamente para que não venha a ter a disseminação desse vírus dentro do hospital”, enfatiza o médico.

Além disso, desde sexta-feira (20), o HMM adotou medidas importantes, como por exemplo, o funcionamento de uma única porta de entrada e saída, bem como a proibição da entrada de veículos não oficiais.

Em relação às pessoas que chegaram recentemente de viagem apresentando os sintomas, em especial, idosos, diabéticos, hipertensos ou que tenham problemas respiratórios, a recomendação é que entrem em contato com o 192. O paciente será avaliado por um médico e caso necessário, receberá atendimento em domicílio para coleta de amostra e orientações até a chegada do resultado do exame.

Isolamento social

O diretor clínico e profissionais de saúde ressaltam o apelo à população para que permaneçam sem sair de casa, sendo esta a melhor forma de prevenir uma contaminação.

“A principal conduta que o cidadão de Marabá deve ter nesse momento é a conscientização. Ele não deve sair às ruas, não deve sair de sua residência. Faço um apelo às pessoas que estão em confinamento. Fique no isolamento social. Isso é uma recomendação a nível de mundo pra essa pandemia. Quanto mais você intensifica o isolamento social, menos pessoas você terá acometido com esse vírus, menos pessoas precisará de um leito de UTI pra sobreviver a essa patologia”, enfatiza o diretor clinico.

Vale ressaltar que o isolamento social é uma recomendação para todas as pessoas, inclusive aos trabalhadores acima de 60 anos e os demais profissionais que foram liberados para ficar em casa. Aos estudantes, jovens e crianças o pedido é o mesmo, ficar em casa e evitar aglomerações. Além de manter os cuidados com a higienização. Mesmo não apresentando sintomas, é indispensável a lavagem das mãos com água e sabão, o uso do álcool 70 ou álcool gel.

A Prefeitura solicita a todas as pessoas que chegaram de viagem, a entrar em contato com a Vigilância Sanitária, por meio do telefone 3323-2020, de segunda a sexta-feira, das 08h às 20h.

Texto: Leydiane Silva
Fotos: Paulo Sérgio

Acessibilidade