Covid-19: Prefeitura recebe doação de mais dez cilindros de oxigênio

Os dez cilindros com capacidade para 10 m³ para oxigênio medicinal foram doados pela Sinobras, em forma de comodato, nesta sexta-feira (15), na Secretaria Municipal de Saúde. A doação, que funciona como empréstimo até o fim da pandemia, foi conseguida tanto com a Sinobras, quanto com a Correias Mércurio, por intermédio da Secretaria de Indústria, Comércio e Mineração de Marabá, como destaca o titular da pasta, Ricardo Pugliese.

“Como não declaramos estado de emergência no município, todas as nossas compras continuam com processo de licitação, cumprindo todas as normas legais, então isso demanda tempo para que se consiga. Como temos empresas que têm sido bastante solidárias nesse momento, eu conversei com essas empresas, conseguimos duas até o momento, acho que teremos mais. Esse é um reflexo da boa relação que a prefeitura tem tido com essas empresas”, pontuou.

O gerente de suprimentos da Sinobras, Raynner Caldeira, destacou que os cilindros foram conseguidos em parceria com outra empresa. “Nós temos essa parceria com a empresa Air Liquide, na qual nos fornece vários tipos de gases, e nós fizemos a troca dos cilindros de gás industrial para o medicinal. É uma satisfação muito grande para nós da Sinobras, podermos fazer essa contribuição de item tão importante, dentre as várias outras formas que a gente tem feito para o combate dessa pandemia, não só internas, como junto da sociedade”, disse.

Ricardo Pugliese e Raynner Caldeira

Como o Hospital Municipal de Marabá tem uma fábrica de gás oxigênio, os equipamentos serão muito úteis na ampliação do atendimento, principalmente dos pacientes de covid-19, como explica o Secretário de Saúde Luciano Dias Lopes.

“No hospital temos uma fábrica de oxigênio e esse contrato vem com alguns cilindros para que a gente atenda a estrutura do próprio hospital como mecanismos de redundância e de segurança. Como estamos ampliando para atender pacientes de covid-19, abrindo novas alas, a gente precisa de novos cilindros para atender essas pessoas que estão chegando para esses leitos extras que estamos criando dentro do HMM”. Ele reitera ainda o papel de responsabilidade social das empresas ajudando a Prefeitura a manter um padrão de qualidade do tratamento das pessoas no Hospital Municipal.

“Nossa demanda é uma demanda crescente, a gente percebe o crescimento dos números em Marabá e no Brasil, então todas as empresas que se mostraram parceiras do município, todas as que tenha interesse em nos ajudar, estamos de porta abertas”, informou Luciano Dias.

Os 10 cilindros tem capacidade para 10m³ para oxigênio medicinal

Importância do oxigênio

Como a covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2) tem como uma das características, a necessidade de ajuda no sistema respiratório da pessoa, pois quando há diminuição da saturação no processamento do oxigênio, é preciso ter o auxílio de oxigênio medicinal, no caso do cilindro ou quando o gás é canalizado dentro do hospital, para que o paciente tenha maior conforto respiratório. O gás oxigênio é destinado não só para as alas de covid-19, mas para o paciente que é eventualmente internado e necessita de cuidados médicos.

Testes Rápidos

O Secretário de Saúde Luciano Dias informou que será divulgado, na próxima semana, o protocolo para uso dos testes rápidos. As Unidades Básicas de Saúde serão abastecidas com esses testes e terão um público-alvo para ser atendido, havendo encaminhamento para que as pessoas dos grupos de risco possam ser atendidas, sendo as pessoas com comorbidade e com idade mais avançada, bem como profissionais de saúde e de segurança que já recebem o auxílio do teste rápido. Vale destacar que o teste rápido só tem eficácia desejada a partir do sétimo dia dos sintomas apresentados.

Texto: Kélia Santos
Fotos: Secom/PMM

Acessibilidade