Covid-19: Profissionais da saúde vão dispor de atendimento psicológico online

O serviço, oferecido aos profissionais que atuam na linha de frente contra o novo coronavírus, é fruto de uma parceria entre Prefeitura e Unifesspa

Para colaborar com a saúde mental dos profissionais que trabalham direta ou indiretamente na linha de frente contra a covid-19, eles vão dispor de atendimento psicológico online. O serviço faz parte de uma parceria entre a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), e a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa).

O projeto “Circula Palavra”, é um serviço de acolhimento e escuta online que visa reduzir o sofrimento mental conectando os profissionais de saúde com psicólogos voluntários e alunos do curso de Psicologia, da Unifesspa sob supervisão clínica.

De acordo com a professora Katerine Sonoda, do curso de Psicologia da Unifesspa e coordenadora do projeto, o atendimento é pontual, exclusivo aos profissionais da saúde que não podem ficar em casa e estão tendo de lidar com essa pandemia.Vale destacar que o serviço será disponibilizado a todos os colaboradores, independente do setor ou da função, que ocupam na Saúde. Portanto, além de médicos, técnicos e enfermeiros, o apoio será aberto também aos agentes de portaria, da recepção, dos serviços gerais, da logística; e até mesmo aos profissionais da externa como agentes da vigilância em saúde, por exemplo.

Para Diego Rodrigues Vieira, psicólogo do Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS III), e convidado do Comitê de Enfrentamento ao coronavírus para essa articulação específica, a iniciativa da universidade foi bem acolhida pela SMS, uma vez que diante dessa pandemia, é comum que alguns profissionais do setor possam apresentar problemas relacionados à “síndrome de Burnout”, além de descontrole da ansiedade, crises aguda e até surtos.

“Por excesso de trabalho, cansaço, estafa de trabalho e problemas de ansiedade, que envolvem o fluxo do medo, muita gente ansiosa, somatizando, acreditando que está doente e precisa de orientação. Então o projeto é super bem-vindo” destaca o psicólogo.

Sheila Freire, diretora da Divisão de Saúde e Qualidade da Unifesspa, setor responsável por idealizar o projeto, esclarece que esse tipo de atendimento tem tido grande êxito junto aos servidores, docentes e discentes da universidade. “Assim surgiu a ideia de contribuir também com o município diante da pandemia. Atualmente 1.800 profissionais atuam na rede de saúde municipal. Muito deles nunca vivenciaram um momento de grave crise epidemiológica antes, e isso pode provocar impactos na saúde mental” comenta.

Os interessados em participar deverão enviar um e-mail para [email protected] , fazer um breve relato e disponibilizar um telefone para posterior contato dos psicólogos. Para os casos onde o servidor não possua meios digitais para manter contato, a SMS se comprometeu a disponibilizar computadores e/ou servidor das próprias unidades de saúde para auxiliar no contato. Todas as informações serão mantidas em sigilo.

Uma reunião por vídeo-conferência foi realizada com gestores da saúde, no dia 24 de abril, onde foram definidos os detalhes do projeto. 

Texto: Leydiane Silva
Foto: Arquivo Unifesspa 

Acessibilidade