COVID-19: Vigilância Sanitária intensifica fiscalização em supermercados e comércio

Ao todo, 16 equipes da Divisa se revezam fiscalizando em todos os bairros da cidade

As ações de combate ao novo Coronavirus em Marabá continuam sendo intensificadas. Seguindo as determinações do decreto municipal nº 032, as equipes da Divisão de Vigilância Sanitária – Divisa, percorrem a área comercial acompanhando se as lojas, supermercados, padarias e postos de combustíveis estão cumprindo as orientações sanitárias.

No total, 16 equipes se revezam em todos os bairros da cidade. Na manhã desta quarta-feira (15), uma equipe visitou os supermercados do núcleo Cidade Nova. A equipe orienta a gerência sobre as normas sanitárias a serem adotadas, bem como informa sobre os cuidados de higiene em relação aos colaboradores e consumidores.

Na Marabá Pioneira as equipes fazem visitas também aos vendedores ambulantes onde havia aglomeração de pessoas em torno de bancas de café. A orientação é dispersar os consumidores e orientar os ambulantes sobre as normas a serem adotadas.

“De modo geral, o comércio vem obedecendo o decreto, temos alguns casos pontuais de aglomerações e nós estamos indo orientar e combater as aglomerações e consumo local, mas no comércio de vendas em geral as pessoas estão bem mais conscientes”, explicou Caio Fernando Veloso, da divisão de vigilância sanitária.

Nesta terça-feira (14), durante entrevista coletiva no auditório da prefeitura de Marabá, o coordenador da Divisa, Daniel Soares, explicou o trabalho que vem sendo realizado com as equipes de vigilância nas ruas. “A vigilância sanitária está visitando todos os comércios, e nesta semana estaremos ampliando as equipes realizando as fiscalizações e são orientadas a tomar as medidas necessárias, de orientar notificar e, se for, o caso de interditar o estabelecimento”, informou Daniel Soares.

A divisão de vigilância sanitária recomenda ainda que a população possa ajudar as autoridades no combate às aglomerações ligando para a central de denúncias no telefone 3323 – 2020.

Texto: Victor Haor
Fotos: Sérgio Barros

Acessibilidade