Covid: 2.669 pessoas estão imunizadas no município

(8 de fevereiro de 2021)

No Centro de Especialidades Integradas (CEI) onde o posto de vacinação contra a covid-19 foi montado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a procura pela vacina tem seguido um ritmo acelerado.  Até esta segunda-feira (08), mais de 70 % das doses recebidas pelo município para vacinação dos profissionais de saúde já foram aplicadas. Marabá está na segunda etapa da 1ª fase da vacinação que ainda prioriza os profissionais que trabalham na linha de frente contra a covid-19, tanto na rede pública quanto privada.

“ Das 3.119 doses que nós recebemos foram administradas 2.186 até o dia 02 de fevereiro, totalizando quase 71% das doses recebidas” pontua Sabrina Acyoli, diretora do Departamento da Vigilância em Saúde, (DVS). Logo nesta segunda-feira, a quantidade de doses administradas foi de 2.669.

Sabrina explica que o município segue o plano de vacinação estadual, mas se organizou dividindo a primeira fase em 3 etapas. A primeira delas foi destinada a profissionais dos hospitais que trabalham na linha de frente da Covid, profissionais das Unidades Básicas de Saúde (UBS) e os idosos que vivem nas instituições de longa permanência. A segunda etapa foi aberta a todos os profissionais de saúde que atuam direto e indiretamente na assistência de pacientes com Covid-19.

“Na terceira etapa da primeira fase entrarão os demais profissionais da saúde que não estão diretamente na assistência, a exemplo dos médicos veterinários. E a vacinação segue até a gente concluir as doses que vieram para essa primeira fase”, observa a diretora da DVS.

Diretora da DVS Sabrina Acyoli

Leda Maria Cerqueira , 56 anos, trabalha na triagem de pacientes em um consultório na Velha Marabá, para ela a vacinação é importante já que tem de lidar diariamente com pacientes.

“É muito importante porque a gente ao mesmo tempo que quer trabalhar fica naquela expectativa, com medo, é algo desconhecido, então é uma emoção muito grande. A gente até queria que fosse um parente que precisasse mais, mas infelizmente não pode ainda e senti uma benção de Deus”, comentou a profissional de saúde que também é do grupo de risco.

A técnica em enfermagem Glogean Sales, também já recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid. Ela trabalha há 8 anos no Hospital Materno Infantil (HMI).  

“Fiquei muito feliz em ter essa chance. Fico agradecida por esse momento. Muitos querem se vacinar e acredito que todos serão vacinados. Acho muito importante a vacina porque a gente trabalha com mais segurança e confiança, afirma a técnica em enfermagem do HMI.

Para se vacinar, os profissionais de saúde precisam comparecer ao CEI munidos dos documentos: Carteira de Identificação Profissional ou Carteira de Trabalho com a devida função e local de trabalho registrado, além de uma declaração do ambiente de trabalho especificando que o profissional faz atendimento direto de pacientes com Covid. A equipe da vacinação solicita ainda que o profissional apresente também a carteira de vacinação.

Técnica em enfermagem Glogean Sales

Nota técnica

A vacina que está sendo aplicada em Marabá é a Coronavac, da empresa chinesa Sinovac, em parceria com o Instintuto Butantan. A vacinação é aplicada segundo nota técnica da Sespa. Por ser uma central regional, o município de Marabá recebeu 9.299 de vacinas, mas as outras 7.690 serão distribuídas para os demais municípios da região através da Central da Sespa localizada na cidade.

Segundo recomendação, a 2º fase da campanha abarcará os profissionais de segurança pública na ativa, idosos de 60 a 79 anos de idade, idosos a partir dos 80 anos e povos quilombolas. Na 3º fase serão priorizados indivíduos que possuam comorbidades, como diabetes, hipertensão e obesidade.

A 4º fase será para profissionais da educação, Forças Armadas, funcionários do sistema penitenciário, população privada de liberdade e pessoas com deficiência permanente severa. Ainda não há previsão de distribuição das vacinas para as demais fases da campanha.

Texto: Leydiane Silva
Fotos: Aline Nascimento