Defesa Civil: Equipes trabalham na construção de abrigos na Marabá Pioneira

(14 de abril de 2021)

Desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (4), a Defesa Civil do município segue trabalhando no transporte de famílias de áreas que estão sendo atingidas pelas cheias dos rios. Por volta das 6 horas da manhã de hoje, a régua fluviométrica, no bairro de Santa Rosa, atingiu a marca de 10,62 metros, uma elevação de 8 centímetros nas últimas 12 horas.

A Secretaria de Viação e Obras Públicas continua o trabalho de montagem de abrigos. Na praça Paulo Marabá, na entrada da Marabá Pioneira, foram feitos 160 abrigos. Famílias dos bairros Santa Rosa e Magalhães Barata estão sendo atendidas nesse local.

De acordo com a Defesa Civil já foram atendidas 284 famílias, sendo 136 levadas para abrigos públicos e 148 desalojadas, encaminhadas para casas de parentes ou familiares. “Estamos com sete abrigos prontos para receber as famílias desabrigadas. Somente na quarta-feira realizamos 81 mudanças com ajuda do Exército, do corpo de bombeiros militar e civil. Estamos com 6 caminhões do Exército, um da Semed e 4 caminhões locados”, disse Jairo Milhomem, coordenador da defesa civil municipal.

Ainda de acordo com Jairo Milhomem, embarcações trabalham para a retirada de 21 famílias que estão ilhadas. A previsão é que nesta quinta-feira, sejam retiradas mais 72 famílias de áreas alagadas.

Os abrigos são ginásio Obra Kolping, no bairro Belo Horizonte, no Bom Planalto, na Nova Marabá (Folha 31), na praça Paulo Marabá e pracinha do Santa Rosa – não oficial, Acrob e Galpão da Avenida Antônio Maia, na Marabá Pioneira.

Veja outras fotos:

Texto: Victor Haôr
Fotos: Paulo Sérgio / Sérgio Barros (aéreas)