Defesa Civil: Famílias retornam para casa após repique das cheias dos rios

Cerca de 160 famílias já estão de volta aos lares após a vazão dos rios Tocantins e Itacaiunas, em Marabá. As mudanças estão sendo feitas pela Defesa Civil com o apoio do Exército Brasileiro desde a última segunda-feira (04) e seguem até o atendimento a última família transportada.

De acordo com Jairo Milhomem, coordenador da Defesa Civil, até a manhã desta sexta-feira (08), apenas 13 famílias continuavam em dois abrigos, Feirinha da Velha Marabá e Obra Kolping, no Belo Horizonte, aguardando o auxílio para retornar às suas casas.

“Estamos contando com dois caminhões do Exército Brasileiro. O nível do rio está parado. Desde quinta-feira à noite media 8,56 m, mas já está seguro. A recomendação agora é só que a população deve se precaver contra o coronavírus com as medidas de segurança” comenta.

Após passar 30 dias no abrigo da Feirinha, Dona Kátia Cristina Lopes, 46 anos, retornou para casa na Vila Canaã. “É bom estar em casa. Estragou a pintura, o piso e vou ter de fazer reparos, só que não tenho condições no momento para isso. Mas graças a Deus eu não tenho do que reclamar, nem da Prefeitura, nem da Defesa Civil, no momento da enchente sempre que precisei tive ajuda”, destaca.

Quem já voltou para casa contou também com o serviço da equipe de Limpeza Urbana do Serviço de Saneamento Ambiental. Nesta sexta-feira (08), equipes finalizaram os trabalhos na Rua Magalhães Barata, retirando o excesso de lixo e lama e lavando as vias.

Durante o repique da enchente, em meados de abril, cerca de 280 famílias tiveram de ser reacomodadas nos oito abrigos espalhados nos núcleos de Marabá, sendo um não-oficial, todas receberam apoio da Defesa Civil e cestas básicas da Secretaria Municipal de Assistência Social, Proteção e Assuntos Comunitários.

Veja outras fotos

Texto: Leydiane Silva
Fotos: Paulo Sérgio

Acessibilidade