Defesa Civil: Órgão solicita que famílias retornem somente após limpeza das ruas

Com a vazão dos rios Tocantins e Itacaiunas, centenas de famílias que estão desabrigadas começaram a planejar o retorno para as residências, porém a Defesa Civil do município não recomenda que nenhuma família volte neste momento e aguardem os serviços de limpeza das ruas atingidas pela cheias.

De acordo com a Defesa Civil, mais de 4 mil famílias foram atingidas, direta ou indiretamente pela enchente, sendo que 917 estão em abrigos construídos pela prefeitura, as demais estão morando em casas alugadas ou dividindo a moradia com outros parentes.

“Tivemos como resultado 4.819 famílias atingidas direta e indiretamente e a maioria delas procurou a Defesa Civil para mudanças ou para fazer os cadastros. É um número grande, sendo a maior parte aqui da Velha Marabá que tivemos mais de duas mil famílias”, explicou Jairo Milhomem, coordenador da defesa civil do município.

De acordo com Jairo Milhomen, o momento é de se fazer a limpeza das áreas alagadas, foram mobilizados outros setores da Prefeitura para realizar o serviço, como o SSAM – Serviço de Saneamento Ambiental de Marabá – e as Secretarias de Obras e de Saúde.

“Não recomendamos o retorno das famílias, aguarde o momento em que a defesa civil orientar o retorno, somente quando o nível atingir o nível inferior a 9 metros e por enquanto vamos permanecer nos abrigos”, orientou.

A Defesa Civil recomenda que antes do retorno, as famílias façam a higienização das residências, e aguardem o momento certo. O órgão vai disponibilizar veículos para que as famílias voltem em segurança para seus lares.

Texto: Victor Haôr 
Foto: Arquivo 

Acessibilidade