Defesa Civil: Pessoas atingidas pelas cheias dos rios podem solicitar saque do FGTS até 10 de julho

Trabalhadores formais, atingidos pela última enchente em Marabá, têm até a sexta-feira (10) para solicitar o sague do FGTS, de forma presencial, junto à Caixa Econômica Federal, ou até dia 12 de julho, via aplicativo. O pedido presencial em uma agência da Caixa é destinado àquelas pessoas que não conseguiram requerer pelo aplicativo em razão de algum erro ou que não dispõem de meios para fazê-lo pela Internet.

De acordo com Arilson Santos, técnico da Defesa Civil, um dos possíveis erros é a falta de comprovação de que o pretendente mora em área alagável. Neste caso, a pessoa deve procurar a Defesa Civil para emissão de declaração, liberando o trabalhador a fazer o pedido do saque que, dias depois, pode ser feito na forma presencial ou mediante crédito em conta. “Quem não conseguir fazer o pedido até dia 12 terá de sacar em outra oportunidade”, observa Arilson,

O trabalhador que pedir pelo aplicativo da Caixa, terá de mandar foto da documentação pessoal e comprovante de endereço, que deve estar no nome do solicitante, e ser de uma das áreas alagadas, cuja relação está em poder da Caixa, lembrando que aqueles que moram de aluguel ou de favor e não têm comprovante do residencial em seus nomes, têm que levar o contrato de aluguel à Defesa Civil para emissão de declaração. “A Defesa Civil faz vistoria e alguns casos já foram descartados, conta Arilson.

O teto para o saque é de R$ 6.220,00, sendo que o trabalhador não tem um meio termo, terá de sacar todo o depósito que tiver até esse limite. Há uma estimativa de 10 mil trabalhadores em Marabá que podem sacar o FGTS por esse motivo (calamidade pública reconhecida pelo Governo).

Texto: João Batista

Acessibilidade