DMTU: Transamazônica recebe 30 novas placas de sinalização de trânsito

As placas contém informações sobre regras de ultrapassagem, mão preferencial, limite máximo de velocidade e faixas de pedestres

O Departamento Municipal de Trânsito Urbano (DMTU) está realizando a implantação de novas placas de sinalização na cidade. Ao todo, serão colocadas 30 novas placas, no perímetro da rodovia Transamazônica BR-230. Serão quatro modelos diferentes que têm como principal objetivo a educação no trânsito e alertar para infrações que são corriqueiras no município.

As placas são confeccionadas com chapa de aço e pórtico galvanizado e afixadas no concreto. Um dos modelos alerta para que veículos lentos, como ônibus e caminhões, mantenham-se na faixa da direita, segundo artigo 185, inciso II, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Outro alerta ao motociclista que não ultrapasse pela direita, segundo artigo 199.

O terceiro modelo alerta para as faixas de pedestres e a necessidade de se aguardar a travessia completa (artigo 214). As placas possuem 1,50m x 0,80m de dimensão. Há também várias placas reforçando o limite de 60km/h de velocidade máxima na rodovia.

“Elas contém informações sobre regras de ultrapassagem, mão preferencial, limite máximo de velocidade e faixas de pedestres. São informações simples, que as pessoas muitas vezes desconhecem ou conhecem, mas não cumprem no dia a dia. Por isso, está incluído também o artigo em que a infração se encontra”, sublinha o Diretor Geral do DMTU, Emanuel Sousa da Cruz.

Segundo Emanuel, já foram colocadas em torno de 10 novas placas, o restante está sendo implantada diariamente. “O que mais queremos alertar os condutores e a população em geral é sobre a questão de não ultrapassar pela direita. Infelizmente os motoqueiros na cidade não respeitam a regra. Alertar também aos caminhões que se mantenham na sua faixa”, comenta.

Outras ações

Ele também destaca que apesar da quarentena o órgão segue trabalhando para garantir a segurança no trânsito para o cidadão, além de auxiliar nas medidas de isolamento social que ocorrem atualmente devido à pandemia do Covid-19. “Estamos fazendo um trabalho de orientação ao Covid-19 em parceria com os demais órgãos para evitar aglomeração”, reforça.

O DMTU também vem auxiliando e apoiando a Defesa Civil do município nos deslocamentos e mudança de fluxo para que possam atender mais rápido a população que está desabrigada. Nesse final de semana a equipe atuou durante o retorno dos desabrigados as suas residências, após o nível do Rio Tocantins ficar abaixo dos 9,50 metros.

Texto: Osvaldo Henriques
Fotos: Paulo Sérgio e Divulgação

 

Acessibilidade