EDUCAÇÃO: BLITZE EM VÁRIOS PONTOS DA CIDADE E DA ZONA RURAL CONVIDAM A POPULAÇÃO PARA O DIA “D” DA FAMÍLIA NA ESCOLA

Na manhã desta sexta-feira, dia 11 de maio, dezenas de servidores da SEMED (Secretaria Municipal de Educação) se dividiram entre os semáforos da cidade para convidar a comunidade para participar do “Dia D da Família na Escola”, programação que acontece neste sábado, dia 12, em todas as escolas da rede municipal, nas zonas urbana e rural.

Na zona urbana, a equipe adesivou veículos em todos os sete semáforos da cidade e convidou condutores e seus passageiros para irem a uma escola municipal neste sábado para acompanharem as atividades organizadas pela comunidade escolar.

Na zona rural, os educadores se concentraram em três pontos polos distintos: Vila Sororó, Murumuru e São José, realizando o mesmo trabalho de mobilização comunitária. A coordenadora do Ensino do Campo, Lorena Bogea, coordenou a equipe que realiza a ação nesses três locais e ressalta que nas comunidades rurais receber as famílias na escola constitui um desafio muito maior, pela distância das residências para as escolas, sempre maior que na cidade. “Mesmo assim, estamos determinados a quebrar barreiras e incentivar os pais a serem mais participativos”, ressalta.

O secretário municipal de Educação, Luciano Dias, também participou desta ação com a equipe da SEMED. Para ele, a ação deste sábado será importante para aproximar mais ainda os educadores das famílias dos alunos para quem prestam serviço. “Essa interação precisa ser permanente e é esse laço que pretendemos fortalecer a partir do Dia D da Família na Escola”, ressalta ele.

O diretor de Ensino Urbano, Fábio Rogério Rodrigues, ressalta que o Dia D da Família na Escola será mais que uma celebração, e que objetiva apresentar aos pais uma proposta de escola protagonista. “Não orientamos os diretores sobre temas para trabalharem neste dia especial. A afetividade é um elemento importante para receber bem as famílias dos alunos, mas o foco norteador para as ações de cada instituição de ensino em 2018 precisa ser o protagonismo”.

E uma escola com essas características, segundo Fábio Rogério, inova em conteúdo, método e gestão, com o objetivo de desenvolver plenamente as potencialidades e descobertas de crianças e jovens, para que eles se tornem cidadãos autônomos, solidários e competentes.

Texto: Ulisses Pompeu

Foto: Ulisses Pompeu / Magno Barros

Acessibilidade