Educação: Escola Martinho Motta realiza “Expoamazônia”

0

Projeto é realizado desde 2015 e tem uma matéria como ‘disciplina mãe’ para abrir discussão sobre uma temática

A Escola Martinho Motta da Silveira, localizada na Folha 27, Nova Marabá, ainda colhe os bons frutos pela realização da Expoamazônia, evento que mobilizou mais de 500 estudantes, educadores e comunidade, com uma demonstração de sons, cheiros, cores, saberes e sabores do bioma Amazônia.

Segundo a diretora da Escola Martinho Motta, Cristina Arcanjo, o objetivo do evento foi fomentar o desenvolvimento de projetos de pesquisa e promover o enriquecimento e diversificação do currículo escolar e ainda contribuir para o fortalecimento de habilidades na área de Estudos Amazônicos através do diálogo com as demais áreas de conhecimento e seus componentes curriculares.

Um grupo fez exposição de alimentos típicos da Amazônia; outro os cheiros (através do perfume cheiro-do-pará e transformação de frutos em essência); um terceiro grupo ficou responsável pela pesquisa e exposição de povos da Amazônia com foco nos indígenas; e um quarto expôs sobre os rios.

O grande desafio lançado para os visitantes da exposição foi a ampliação do olhar para com o cenário amazônico e a percepção de sua composição e como materializá-la em sons, aromas, cores e sabores para expressão de sua diversidade, beleza, encantos e riquezas a favor da vida. “Esse olhar se contrapõe ao modelo hegemônico instalado de caráter degradante e que tanto afeta a vida no planeta”, observa a educadora.

 

 

 

 

 

 

O projeto de desenvolvimento de pesquisas surgiu na escola no ano de 2015, com foco em uma “disciplina mãe” e foi idealizado por um professor de matemática, que a partir da temática “Preconceito e violência contra a mulher” explorou, juntamente com os alunos, diversas habilidades no campo de sua disciplina e promoveu uma exposição, denominada de “Expomat”, que surpreendeu a todos pela riqueza dos detalhes e envolvimento das diversas áreas do conhecimento.

No ano seguinte, 2016, o projeto embrionário serviu de motivação para realização da Expoart, com “arte em todo lugar”; seguida pela Expobio, com a temática “alimentação e saúde”, em 2017; em 2018, a disciplina mãe foi Geografia, possibilitando a criação da Expogeo, com o tema “Sustentabilidade e cidadania planetária”.

O evento foi realizado na própria escola, no dia 7 deste mês e a diretora antecipa que para 2020, a disciplina mãe escolhida é história. “Toda a comunidade escolar está motivada e estamos radiantes por trabalharmos com projeto que envolva a todos”, diz a diretora.

Texto: Ulisses Pompeu
Fotos: Magno Barros

 

Nenhum Comentário

ACESSIBILIDADE
X