Mais de 900 alunos da Rede Municipal de Ensino mostraram à comunidade de Morada Nova o resultado de parte do ensino-aprendizagem adquirido na Escola Pedro Peres Fontenele, neste ano de 2019. A escola realizou a Feira de Ciências e tecnologia e aproveitou para mostrar aos visitantes a culminância do projeto Consciência Negra: Identidades brasileiras em movimento.

De acordo com a diretora Helena Lima, os professores da área de exatas trabalharam a Feira de Ciências e Tecnologia, já os professores de Humanas focaram no projeto Consciência Negra.

“Para nós está sendo um prazer porque os meninos se envolveram bastante, fizeram trabalho de pesquisa, a prática e tudo que está em volta foram desenvolvidos por eles”, comentou a diretora da escola Helena Lima.

Em todo o espaço da escola foi possível observar a cultura afro, destacada em exposições de cartazes, na decoração, em trabalhos de pesquisa sobre a religião, a cultura e costumes africanos. E para reforçar a mensagem houve apresentações de dança e canto de alunos da escola, mas também dos grupos da Estação Conhecimento.

A professora Auricélia de Carvalho, é uma das responsáveis pelo projeto que iniciou ainda em 2016. Segundo ela, um dos principais objetivos é integrar os alunos com a realidade do mundo. Uma das homenageadas do projeto foi a autora Carolina Maria de Jesus. Também foram trabalhados temas como expressões racistas e sincretismo religioso.

“Como a gente traz isso para a sala de aula, os alunos começam a entender que o racismo é aprendido.  O preconceito é ensinado e muitas das vezes as pessoas nem percebem que estão sendo preconceituosas em algumas situações”, enfatizou a professora.

A aluna Anny Stefani de Assunção, faz parte do projeto desde 2017. Ela e os colegas do 9º ano A pesquisaram sobre negros que lutaram pelos seus direitos.

“A gente não precisa ser negro, ou morto, pra que seja instituída uma lei ou ser respeitada pela sua raça. Eu também tenho uma parte negra, sou brasileira e devemos respeitar isso”, observou a aluna.

Já os alunos que trabalharam Ciências e Tecnologias levaram para exposições temas como: robótica, raciocínio lógico, preservação do meio ambiente, dentre outros. A turma da Karine, também do 9º ano, estudaram sobre as Energias Renováveis e levaram para a sala de aula maquetes mostrando o funcionamento dos diversos tipos de fontes de energia, inclusive a solar.

“Aprendemos e explicamos aqui que a energia pode ser adquirida de vários modos, de forma limpa, que são as solar, eólica, hidráulica”, afirmou a estudante.

Para o professor Pedro Chaves, formador da Secretaria Municipal de Educação, a escola se destacou com os temas trabalhados. “Um lindo trabalho, que bom que a comunidade está visitando, vendo um pouquinho da África, da Amazônia. Tudo chamou atenção, estão de parabéns, destacou o professor. O evento foi realizado no fim da tarde da última sexta-feira (22).

Texto: Leydiane Silva
Fotos: Paulo Sérgio