Educação: Projeto “Ordem Unida” ganha reforço da GMM na Escola Cristo Rei

Uma das escolas públicas referência em Marabá, a Escola Municipal Cristo Rei, localizada no Bairro Jardim União, conta com a parceria da Guarda Municipal de Marabá (GMM), desde o início do ano letivo de 2019, para coordenar o projeto “Ordem Unida”. Fundado há um ano, o projeto é baseado em atividades militares que contemplam os 800 alunos, do 1º ao 7º ano do ensino fundamental.

O inspetor da GMM, Williscley Leão, disse que o objetivo é contribuir ao máximo com a formação tanto educacional quanto cidadã dos alunos com idade entre 6 e 14 anos. “Além da disciplina, coordenação motora, civismo, o respeito e valores, tudo que trabalhamos deve alcançar boas notas e no comportamento em casa”, observa o inspetor.

 

 

 

 

 

O projeto “Ordem Unida” funciona duas vezes por semana, na terça e quinta-feira, sempre no contraturno das aulas dos alunos. As turmas são divididas em primeiro e segundo segmento. Leonardo de Jesus, é quem desenvolve o projeto desde o início, junto com a direção da escola. O ex-militar do exército e professor de educação física, usou de seus conhecimentos para colocar o projeto no papel e depois de aprovado passou a desenvolver com as crianças e adolescentes.

“Pra gente fazer a diferença na educação, temos que voltar a princípios que estão muito esquecidos, como “boa tarde”, “com licença”. É um processo devagar, mas também tivemos mudanças bem radicais. Estamos aqui pra fazer a diferença na vida desses alunos”, disse o professor.

Gleide Hartuique, diretora da escola, explica que a ideia surgiu logo que assumiu a direção da EMEF Cristo Rei, há um ano. A preocupação dela como gestora era oferecer uma educação diferenciada para a comunidade escolar, que mora nos bairros periféricos em torno da escola.

“A guarda já está aqui e estamos vendo frutos constantes na escola, alunos engajados no projeto, entendendo o que é disciplina, quais são os automatismos da Ordem Unida. Os pais contam histórias de mudanças de comportamentos dos filhos, que gostam de vir para escola. E trabalhamos para melhorar o ensino-aprendizagem. Esse ano tem Prova Brasil e queremos uma nota boa para a EMEF Cristo Rei”, ressalta a diretora.

 

 

 

 

 

A aluna Emanuelle Rodrigues, assumiu o cargo de xerife, que é uma espécie de comandante de um pelotão. A menina foi escolhida pelo desempenho escolar e bom comportamento. Ela conta que se esforçou para conseguir o cargo. “Eu gosto muito, vejo a diferença como era antes e agora na questão de disciplina dentro de sala e fora dela. Desde o começo eu queria estar no comando”, conta.

Foi assim também com o Leandro Silva, do 7º ano A. Para ele, o projeto foi um complemento. Ele é um desbravador e deu continuidade ao conhecimento que sabia. “Eu ajudei as outras pessoas a aprenderem os comandos e quanto mais eu participo dos projetos melhoro nos estudos”, destaca ele.

Texto: Leydiane Silva

Foto: Ulisses Pompeu e Hilton Rodrigues

ACESSIBILIDADE
X