GMM: Canil adquire nova cadela especializada em proteção pessoal e faro de entorpecentes

Neste semana, os guardas do canil também concluíram um curso de Condução de Cães

Desde domingo (1), o Canil da Guarda Municipal de Marabá (GMM) passou a contar com mais uma cadela especializada em proteção pessoal e faro de entorpecentes. A cadela Fúria, é da raça Pastor Belga Malinois, tem 2 anos, e se junta a Spyke, Zyah e Drayka na lista de cães que auxiliam a Guarda Municipal de Marabá (GMM), nos serviços diários de patrulhamento e segurança de bens e instalações, bem como, na proteção dos munícipes.

A nova cadela já está sendo treinada e passará a participar de operações a partir de 2020.  Todos os cães são da raça Pastor Belga Malinois, com exceção de Spyke, que é da raça Pastor Alemão. O coordenador do Canil da GMM, Helder de Souza Lourenço, destaca que os cães atuam, sobretudo na função de proteção pessoal e de busca de drogas e entorpecentes. “O cão gasta em torno de 5 minutos para encontrar o objetivo em uma busca de entorpecentes, de armas e pessoas. O que o ser humano gastaria o dia inteiro”, comenta.

O cão Zyah é o mais experiente, ele possui cinco anos, e já atua há quatro no município de Marabá, tendo participado de várias operações em conjunto com a Polícia Militar e o Exército Brasileiro. Spyke, sete anos, apesar de mais velho, atua somente na proteção patrimonial. Já Drayka foi adquirida no dia 18 de maio deste ano e participou da primeira operação em outubro. Sendo utilizada na apreensão de 1 kg de crack, quatro mil reais e uma motocicleta, no Bairro São Félix.

A utilização dos cães é amplia a eficiência no combate à criminalidade, visto que as maiores apreensões de drogas, atuando em operações em conjunto com as Polícias Civil e Militar no município de Marabá, foram localizadas com o auxílio do Canil da GMM.

O treinamento é feito diariamente no canil e nas praças. Durante o ano, os animais e a toda a equipe do canil participaram de várias operações. Em junho, por exemplo, foi realizada uma operação com a Polícia Civil e Bombeiros, na Vila do Rato, na Marabá Pioneira, onde, com a ajuda de Zyah, foram apreendidos dois quilos de drogas às margens do Rio Itacaiunas.

No mês de agosto, a equipe esteve em Parauapebas, auxiliando na capacitação de uma equipe de um Canil da cidade. “Ano passado participamos de uma operação com a Polícia Federal, onde nosso cachorro identificou um veículo com 40 kg de drogas. Também realizamos rotineiramente operações nas rodoviárias e em cidades vizinhas como Goianésia e Itupiranga”, conta o coordenador do canil da GMM, Helder Lourenço.

Além disso, os cães também são utilizados de forma educacional nas escolas. “Podemos citar a Operação Ribeirinhas, que foram 15 dias pelas vilas próximas à Marabá, em um programa socioeducacional com juízes e promotores. Os adolescentes gostam dos animais, isso nos ajuda a se aproximar deles também”, completa Lourenço, acrescentando que durante o fim do ano o canil seguirá atuando de forma continua, sobretudo em rondas escolares e terminais rodoviários.

Capacitação

Neste semana, os guardas do canil também concluíram um curso de Condução de Cães, de 100 horas. Segundo Lourenço, são realizados de dois a três cursos por ano para manter os agentes sempre capacitados para o melhor trato dos animais. Ao longo do curso os agentes chegaram a realizar viagens para treinamento em áreas de difícil acesso como rios e areal.

O Guarda Eduardo de Riz, que participou de todas as aulas do curso, destacou  que o curso é importante para a aquisição de novos conhecimentos. “Desenvolvemos habilidades para condução da maneira correta, técnicas de obediência que facilitem o trabalho operacional com os cães quando necessário”, comentou.

Texto: Osvaldo Henriques
Fotos: Paulo Sérgio dos Santos / Divulgação 

Acessibilidade