GMM: Guarda atua na fiscalização do novo decreto, piracema e realização de cursos

(23 de fevereiro de 2021)

Foram feitas rondas pelas ruas da cidade, além de visitas a bares e restaurantes para garantir o cumprimento do decreto.

Durante o fim de semana a Guarda Municipal de Marabá (GMM) participou da operação integrada de combate a Covid-19. A fiscalização ocorreu junto à Divisão de Vigilância Sanitária (Divisa), Guarda Municipal de Marabá (GMM), Departamento Municipal de Trânsito Urbano (DMTU) e Polícia Militar (PM).

Esse foi o primeiro fim de semana após o novo decreto municipal nº164/2021que promoveu a abertura controlada de bares, restaurantes e casas de evento, que voltaram a funcionar na capacidade de 50%, até as 00h. Foram feitas rondas pelas ruas da cidade, além de visitas a bares e restaurantes para garantir o cumprimento do decreto.

Além de auxiliar no trabalho de fiscalização, a GMM também auxiliou outras secretarias durante o fim de semana. Na quinta-feira (18) o Grupo de Proteção Ambiental (GPA) prestou apoio à Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SDU) no serviço de desobstrução da grota da Folha 20.

Cursos

Os agentes da guarda também estão ministrando um curso do Projeto Ordem Unida para os servidores da Escola Cristo Rei. O Projeto prevê o ensinamento de disciplina, coordenação motora, civismo, respeito e valores. O curso também recebeu a participação de alguns servidores da escola Duque de Caxias. A duração total do curso será de 40 horas.

“Recebemos novos servidores e resolvemos montar esse curso com eles, para que eles fiquem responsáveis por passar aos alunos. Estão participando os professores, serventes, apoio, vigias e direção”, comenta Gleide Hartuique, diretora da escola.

O inspetor Williscley Leão, foi o responsável por ministrar o curso. “O objetivo é capacitar e mostrar aos professores e demais servidores, da importância e contribuição que a Ordem Unida pode trazer para a melhoria do ambiente escolar, familiar e social, desde a postura,  atenção, coordenação motora, disciplina e principalmente o respeito  ao próximo”, completa.

Direção defensiva

A GMM também está realizando um curso de direção defensiva com 50 agentes. O curso é ministrado pelo DMTU. São realizados três tipos de atividades com carro e moto simulando situações de atendimento de ocorrências. Os guardas municipais recebem as orientações e já executam na prática em uma pista montada previamente para o fim preterido.

 “O principal objetivo e importância do curso é a preparação do agente para enfrentar trânsito adverso com segurança para ele e para a população em geral. Quando estiver atendendo uma ocorrência a qual foi solicitado”, explica o inspetor Ewerton Barreto, comandante da GMM. O curso teve início na quarta-feira (17) e terminará no dia 26 de fevereiro.

Apoio a Semma

Na sexta-feira (19) a equipe da GMM foi chamada para auxiliar a Secretaria do Meio Ambiente (Semma) em uma denúncia de maus tratos animais no Bairro Belo Horizonte, mas ao chegar no local não foi observada a situação de maus tratos e a situação foi resolvida apenas com conversa.

A GMM também auxiliou a Semma na fiscalização do defeso da Piracema. Ao todo já foram apreendidos 459kg de pescado durante o período de defeso da piracema, que se iniciou em 1º de novembro. No mesmo período também já foram apreendidos 8975 metros de rede de emalhar, 3 tarrafas e 190 metros de espinhel. Além de atender as denúncias a Semma e a GMM também realiza fiscalização por terra, vicinais e nos rios Tocantins e Itacaiúnas. Entre a Vila do Espirito Santo, em Marabá, e Lago dos Macacos, no vizinho município de Itupiranga.

Lembrando que no período de defeso da piracema é proibida a captura e comercialização do pescado, já que os peixes estão em fase reprodução, incorrendo a infração da Lei de Crimes  Ambientais 9.605/98, art. 34, inciso III do Parágrafo Único com pena de multa de R$ 700,00 (setecentos reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais), com acréscimo de R$ 20,00 (vinte reais), por quilo ou fração do produto da pescaria, ou por espécime quando se tratar de produto de pesca para uso ornamental, conforme art. 35 e inciso III do Parágrafo único do decreto federal nº 6514/2008.

Durante o fim de semana a Semma também atuou no combate às denúncias de poluição sonora. Ao todo foram atendidas 31 denúncias que resultaram em três notificações. Os demais casos foram resolvidos apenas na base da conversa e advertência.

Veja mais fotos:

Texto: Osvaldo Henriques
Fotos: Divulgação