Janeiro Branco: Ações realizadas pelo CAPS evidenciaram promoção da saúde mental

A enfermeira Adriana Tábata, coordenadora do CAPS III – Centro de Atendimento Psicossocial, comemora as atividades que foram realizadas durante a campanha Janeiro Branco, dedicada a colocar os temas da saúde mental em evidência em prol da prevenção ao adoecimento emocional, principalmente voltado ao atendimento de seus usuários e familiares.

Entre as principais atividades, a coordenadora destaca que a campanha teve um foco direcionado aos servidores. “Cuidar das pessoas que cuidam das pessoas”, resumiu a coordenadora, destacando que é preciso pensar também nas pessoas que se dedicam no cuidado de nossos usuários.

“Esse ano focamos no servidor, aquele que cuida todos os dias das pessoas que chegam com problemas mentais. Focamos o servidor do CAPS falando da prevenção, do cuidado deles que cuidam de outras pessoas”, enfatizou.

As atividades do CAPS voltadas para o mês de janeiro contaram ainda com ações no Hospital Regional Geraldo Veloso, com palestras e rodas de conversas, cujo o público-alvo foi amplo, desde o médico até o auxiliar de limpeza  participaram das atividades, incluindo cuidados com a respiração, relacionamento com as pessoas e atividades físicas.

Os servidores do CAPS também realizaram palestras em escolas. Na Pequeno Príncipe dezenas de alunos  participaram das ações, “Fomos também trabalhar com os alunos das escolas públicas, fomos até ao Pequeno Príncipe trabalhar com eles a relação com os familiares, alunos do 8º e 9º anos em uma roda de conversa com assuntos bem positivos”, resumiu a enfermeira.

Adriana Tábata destaca também que hoje o CAPS funciona 24 horas, com equipes de plantões para atendimentos fora do horário normal. A campanha Janeiro Branco fechou o mês com reunião envolvendo lideranças religiosas.

“Para fechar o mês conversamos com as lideranças religiosas porque elas também são pessoas que cuidam de pessoas e encerramos com esse bate-papo com as lideranças religiosas independente de sua religião”, concluiu.

Texto: Victor Haôr
Fotos: Arquivo

Acessibilidade