Meio Ambiente: Cerca de 300 alunos de Morada Nova fazem caminhada contra as queimadas

Alunos da Escola Municipal Pedro Peres Fontinelle, do Núcleo Morada Nova, participaram na manhã desta terça-feira (27) de uma caminhada de conscientização das pessoas sobre o combate às queimadas urbanas, organizada pelo Departamento de Educação Ambiental da Semma (Secretaria Municipal de Meio Ambiente), com apoio do Instituto Nacional de Defesa Ecológica e Vigilância Ambiental (Indeva).

A caminhada percorreu as principais ruas de Morada Nova. Com faixas, cartazes e carro de som os alunos e guardas florestais do Indeva entregavam panfletos informativos sobre os perigos das queimadas para a saúde da população. A professora Nara Núbia Soares disse que os alunos são a voz da comunidade.

“Essas atividades são importantes porque os alunos são a nossa voz para levar aos pais e à população as orientações para a prevenção das queimadas e isso vai fazer com que possamos evitar as queimadas e não piorar a situação. Essa conscientização é muito importante”, esclarece a professora Nara Nubia Soares.

A aluna Sara Vieira do 9º ano, foi a interlocutora durante a caminhada. Ela destacava os principais problemas das queimadas e pedia à população para se unir e evitar as queimadas. “Primeiro é preciso manter o terreno da casa limpo para evitar queimadas mesmo que sejam propriedades particulares, porque as queimadas causam poluição e prejudica toda comunidade”, afirma Sara.

A caminhada contou com apoio dos professores da escola e teve participação de aproximadamente 300 alunos. De acordo com Socorro Medeiros, coordenadora do DEA da Semma, as atividades de educação e conscientização da população são intensificadas com objetivo de reduzir as queimadas e melhorar o ambiente em que vivemos.

“Neste momento estamos tralhando e tentando fazer com que a população de forma geral se conscientize de que as queimadas prejudicam a todos. Estamos numa situação hoje onde a maioria da população está doente devido a intensa nuvem de fumaça e nós estamos trabalhando nas escolas, fazendo blitz, passeatas para que as pessoas se conscientizem sobre o combate às queimadas”, disse Socorro Medeiros.

Texto: Victor Haôr
Fotos: Paulo Sérgio

Acessibilidade