Meio Ambiente: Semma divulga balanço das ações do defeso da Piracema

Foram mais abordagens e redução de apreensões

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMA) divulgou, na segunda-feira, 02, o balanço final da fiscalização do defeso da piracema 2019/2020, cujo resultado demonstra maior conscientização dos pescadores, visto que, embora tenha ocorrido um número bem maior de abordagens de barcos, foi significativamente menor o quantitativo de apetrechos de pesca e pescado apreendidos, em relação ao período anterior.

Segundo o coordenador de Fiscalização da SEMMA, Paulo Chaves, foram realizadas 221 abordagens no último período contra 33 no defeso 2018/2019. As apreensões até agora somam 10.348 metros de malhadeiras (rede de pesca), 65% menos do que o período anterior (29.446 metros). No que tange à apreensão de pescado, 2019/2020 rendeu 1,49 tonelada, enquanto em 2018/2019 foram 2,9 toneladas.

O relatório da SEMMA cita ainda a apreensão de 50 armadilhas; sete tarrafas, 64 espinhéis (106 no período anterior), 15 boias de espinhel, três barcos e três motores (respectivamente 2 e 2 anteriormente), uma notificação e um auto de infração (R$ 4.200,00), dois pássaros e quatro tartarugas, sendo que as aves forma soltas na natureza, no Parque Zoobotânico de Marabá; as tartarugas devolvidas ao Rio Tocantins. Todo o apetrecho de pesca foi destruído; enquanto o pescado foi doado a instituições de caridade.

Veja na tabela a seguir o desempenho (abordagens e apreensões) do defeso da piracema nos dois últimos períodos:

ITEM 2019/2020 2018/2019
ABORDAGENS 221 33
MALHADEIRAS (Metro) 10.348 29.446
PESCADO (Quilo) 1.496 2.970
ARMADILHAS (Unidade) 50
TARRAFAS (Unidade) 7
ESPINHÉIS (Unidade) 64 106
BOIAS DE ESPINHEL (unidade) 15
BARCOS (Unidade) 3 2
MOTOR (Unidade) 3 2
NOTIFICAÇÃO (Unidade) 1
AUTO DE INFRAÇÃO (Unidade) 1 (R$4.200,00)
PÁSSAROS (Unidade) 2
TARTARUGAS (Unidade) 4

Texto: João Batista 
Foto: Divulgação 

Acessibilidade