Meio Ambiente: Semma faz Exposição do IV Concurso de Desenho Ambiental

Quem passar pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente de segunda-feira (4) até sexta-feira (8), das 9 as 14 horas, poderá votar na escolha dos desenhos que irão compor o Calendário do Meio Ambiente 2020 da Semma. As pinturas foram feitas pelos alunos da Educação Infantil e Ensino Fundamental da Rede Municipal de Ensino e fazem parte do IV Concurso de Desenho Ambiental realizado pela Prefeitura de Marabá.

Ao todo 415 desenhos de 46 escolas diferentes estão concorrendo. O tema deste ano é “O Meio Ambiente e Minhas Responsabilidades”. Esta já é a segunda etapa do concurso, sendo a primeira realizada dentro das próprias escolas. Cada aluno enviou os desenhos para os professores que filtraram e mandaram para a Semma, onde os desenhos estão expostos.

Os mais votados vão para terceira etapa, que acontecerá no dia 12 de novembro, na Universidade Estadual do Pará (UEPA). Os 15 desenhos mais votados nesta terceira etapa vão compor o Calendário de Meio Ambiente 2020. Além disso, cada aluno que tiver o desenho selecionado ganhará um tablet. A premiação ocorrerá no dia 22 de novembro, a partir das 8 horas, no auditório do Cine Marrocos.  As escolas que tiverem um aluno selecionado também concorrerão a um tablet que será sorteado neste mesmo dia.

A coordenadora do Departamento de Educação Ambiental (DEA) da Semma, Socorro Medeiros, comemorou a grande participação das escolas neste ano. “Este concurso foi criado em 2016, está sendo bem avaliado, os alunos têm gostado. Cada ano que passa aumenta a quantidade de escola que participa. Ano passado foram 11 escolas, esse ano já foram 42 escolas. Ano que vem esperamos alcançar ainda mais”, comenta.

Socorro também ressalta a importância de atitudes como essas na formação escolar das crianças. “É um incentivo para as crianças desenvolver suas habilidades e se conscientizar ao mesmo empo. Criança tem que participar de um todo, aprender não é só ler e escrever. Damos nosso incentivo no desenvolvimento da agenda ambiental e na pintura enquanto arte. Estamos aqui para participar também da educação infantil na rede municipal”, conclui.

Texto: Osvaldo Henriques
Fotos: Paulo Sérgio dos Santos 

 

Acessibilidade