Nota oficial do Hospital Materno Infantil sobre afastamento de médico para apuração de irregularidade

O comitê de ética médica do Hospital Materno Infantil informa que, devido a procedimentos executados fora da conformidade e para uma melhor investigação e apuração dos fatos ocorridos recentemente, resolve afastar por tempo indeterminado o médico obstetra João Batista Lopes.

O comitê técnico irá proceder a uma auditoria interna para analisar o caso da paciente Elisandra Pessoa da Silva, que está recebendo cuidados médicos e assistenciais por parte do hospital,  assim como outras denúncias sobre o atendimento aos pacientes.

O Hospital Materno Infantil ressalta seu compromisso com a completa transparência dos seus procedimentos e apuração, quando necessária, para qualquer servidor que venha a cometer atos que vão de encontro às normas médicas estipuladas. Ao mesmo tempo que solicita a cada paciente que comunique imediatamente à direção do hospital quaisquer casos de mau atendimento.

O Materno tem como principal objetivo, desde sua criação, acolher e cuidar das famílias que aqui procuram e não vai admitir que o processo de humanização do seu atendimento, que está em progresso para melhorar as condições das pacientes seja maculado por qualquer ato que vai de encontro à conduta do hospital.

ACESSIBILIDADE
X