Nota sobre falecimento do recém-nascido no Hospital Materno Infantil

A Prefeitura de Marabá informa que o falecimento do recém nascido, filho de Gardênia Castro Lima, nesta terça-feira (15 de janeiro), ainda está sendo apurado, mas o que já se sabe é que a parturiente é da cidade de Itupiranga e estava há 3 semanas com perda de líquido, o que os médicos comumente chamam de “Bolsa Rota” e ainda se encontrava na cidade de origem.

Segundo o prontuário: a parturiente era portadora de uma infecção que poderia causar no bebê sequelas graves, como a má formação, cegueira, entre outras. Ela foi conduzida de ambulância sem a regulação e informações de pré-natal do município de Itupiranga. Foi dada entrada 1h13 do dia 15 de janeiro, e teve o parto às 4h48 na sala de cirurgia.

O bebê já nasceu com o quadro de sepsia (infecção generalizada), com circular de cordão apertando o pescoço, cianótico (pele roxa) e com o abdômen distendido já em função da infecção. A pediatra fez o procedimento de aspiração mecânica e acompanhou o recém-nascido à UCI , onde foi entubado, e infelizmente não resistiu, vindo a óbito.

É importante lembrar que só de julho a dezembro de 2018, o HMI recebeu mais de 500 pacientes sem qualquer tipo de regulação (informações e prontuários) de cidade vizinhas.

ACESSIBILIDADE
X