Obras: Escola Municipal José Vergolino passa por reforma e ampliação

Um dos colégios mais antigos da cidade, o prédio da Escola José Mendonça Vergolino está passando por uma reforma completa. O projeto também prevê uma ampliação, onde está sendo construída uma nova estrutura de dois andares, onde vai abrigar o setor administrativo e pedagógico, orientação educacional, salas de professores e de música e dança. A escola José Mendonça foi inaugurada em 1943, são 77 anos de história, lugar onde estudou grande parte dos antigos marabaenses, e a última reforma no prédio foi há 20 anos.

A professora Nilva Américo, há 7 anos na gestão da escola, faz questão de acompanhar a obra todos os dias. De acordo com ela, a ampliação do prédio é um sonho antigo da classe estudantil e dos servidores. “É um sonho que está sendo realizado. Agora com esta ampliação, novas turmas poderão ser formadas e ampliar o numero de crianças atendidas na escola”, comentou.

A reforma da escola José Mendonça Vergolino será completa, piso, paredes, instalações elétricas e hidráulicas, cozinha, refeitório, sanitários atendendo as normas de acessibilidade em todos os seus departamentos, tanto no primeiro quanto no segundo piso.

O ginásio Osorinho, que integra a estrutura da escola, também será reformado. Os serviços vão desde o piso, telhado, arquibancadas, divisórias de ferro, entre outros. A previsão para entrega da nova escola José Mendonça, é no primeiro trimestre de 2021.

A gestora Nilva Américo, que também já tem mais de 30 anos dedicados à educação do município, disse que ainda não pensa em aposentadoria. Ela conta que trabalhou com a antiga gestora da escola, a professora Maria Aparecida Nocetti, que já está aposentada, mas que sempre quer saber como está a Mendonça Vergolino,  a qual dirigiu por mais de 30 anos. “A professora me liga e sempre pergunta como está a escola. Mesmo distante ela se preocupa com tudo. E nós estamos dando prosseguimento ao trabalho dela. E eu só penso em me aposentar depois que ver a escola toda reformada”, diz.

Veja outras fotos: 

Texto: Victor Haôr 
Fotos: Paulo Sérgio 

Acessibilidade