Obras: Iniciada a construção de cabeceiras de três pontes na Nova Marabá

Começou nesta terça-feira (07), a construção das cabeceiras da ponte que liga as Folhas 21 e 27, na Nova Marabá. O serviço deve ser finalizado ainda esta semana com a pavimentação dos dois pequenos trechos, que interligam a rua à ponte de concreto, concluindo em definitivo a nova estrutura.

Na segunda-feira (06), o mesmo serviço foi realizado  nas cabeceiras da ponte ligando as Folhas 20 e 28, que aguarda somente a pavimentação dos trechos, para ser entregue à população. Ainda esta semana será realizada a construção das cabeceiras da terceira ponte, desta vez que une as Folhas 13 e 14.

A construção da última etapa das pontes é um momento significativo para a população. De acordo com os moradores da Folha 27, a antiga estrutura já apresentava um risco aos pedrestres e motoristas.

“Estamos felizes com a iniciação da última etapa da construção das cabeceiras. Para nós aqui das Folhas 27 e 21, essa ponte é fundamental para ir e vir com mais segurança. Antes caia de tudo aqui no canal e agora melhorou bastante e vai melhorar ainda mais com a ponte totalmente concluída”, disse o cabelereiro Romualdo Rodrigues, que há mais de 30 anos é morador da Folha 27.

cabelereiro Romualdo Rodrigues

O pastor Ronilson Fernandes, morador da Folha 20, acompanhou toda a obra. Segundo ele, um antigo problema dos moradores foi resolvido, pois vai melhorar o escoamento da água da chuva com a canalização nas laterais da cabeceira da ponte.

“A ponte ficou um pouco elevada e agora com o escoamento, deverá aliviar o acúmulo da água das chuvas nas cabeceiras. O nosso problema já foi resolvido, que era a ponte, e agora são pequenos detalhes. O trabalho está muito bom”, disse.

As novas pontes foram construídas com recursos próprios da Prefeitura de Marabá e seguem o projeto padrão, tendo 9,2 metros de largura e 12 metros de comprimento. Com exceção da ponte das Folhas 20 e 28, que tem 9 metros de comprimento. A pista para a passagem de veículos é de 7,5 metros de largura, sendo que 1,7 metros são destinados para a passarela com guarda-corpo, estrutura de proteção para os pedestres.

Veja outra fotos: 

Texto: Victor Haôr 
Fotos: Paulo Sérgio 

Acessibilidade