Retrospectiva: Órgãos de segurança atuaram em diversas áreas em 2020

(30 de dezembro de 2020)

Ao longo do ano foram muitos os desafios da Secretaria Municipal de Segurança Institucional. Além de lidar com os problemas de segurança da cidade, a fiscalização esse ano foi dobrada para dar contas dos novos desafios que 2020 trouxe. Defeso da Piracema, queimadas, poluição sonora, segurança pública, segurança patrimonial, segurança no trânsito e medidas de prevenção e enfrentamento à Covid-19.

As ações educacionais e de conscientização tiveram que ser adaptadas para lidar com o isolamento social exigido pela pandemia. Mas as obras não pararam e a sinalização do trânsito também não, sempre buscando dar o máximo de segurança, em todos os níveis, aos marabaenses.

Janeiro

A Guarda Municipal de Marabá (GMM) atuou como suporte em várias ações ao longo do ano. Além de fazer rondas periódicas pela cidade durante todos os dias, especialmente aos fins de semana. As rondas aconteceram especialmente na Orla de Marabá, hospitais HMM – HMI e feiras do bairro Laranjeiras e Folha 28; patrulhamentos em São Félix, Morada Nova e nos residenciais Tiradentes, Tocantins e Jardim do Éden, nos distritos. No dia 18 de janeiro a GMM, em parceria com a Polícia Civil, auxiliou na apreensão de uma motocicleta na Folha 08.

Nesse mês o Departamento Municipal de Trânsito (DMTU) instalou novos totens para divulgação de campanhas educativas e sinalizou diversas Folhas no Núcleo Nova Marabá, Bairro Belho Horizonte e São Félix.

Entre elas, a reforma na sinalização da rotatória na Folha 17; faixa frente ao Senac; finalização do sistema vertical/horizontal e semafórica em frente ao Aeroporto, inclusive com implantação de faixa de pedestre e mudança de sentido; vertical e horizontal no entorno do quadrante da Fundação Casa da Cultura e Escola Claretiano.

Entre outros espaços, foi realizada a sinalização vertical e horizontal no São Félix Pioneiro, com destaque para Avenida Belém-Brasília; e sinalização vertical (reforma) no bairro Amapá; no CAIC, entorno da Folha 13; atendidos pedidos de lombadas próximas a Obra Kolping e outras lombadas pendentes.

Fevereiro

No início do mês a SMSI lançou a “Operação Praça Segura”, com agentes da GMM e Departamento Municipal de Segurança Patrimonial (DMSP). Buscando aumentar a fiscalização sobre as praças do município, coibindo atos de violência e vandalismo. Ao mesmo tempo em que fiscaliza o patrimônio, os agentes patrimoniais fazem também trabalho de conscientização junto aos visitantes, para que também contribuam com a preservação do patrimônio exposto nas praças.

No primeiro fim de semana do mês a GMM em parceria com a  Semma  apreendeu mais de 230 quilos de pescado irregular das espécies Tucunaré, Pescada branca, Piau, Voador, Piranha,  Bicudo, Branquinha e Cari. O alimento foi doado à comunidade, na Vila São José, km 08 da Transamazônica, sentido Itupiranga.

Visando o carnaval, foi lançada a campanha “Transitando em Bares”, que realizou abordagens educativas, complementada com a distribuição de material impresso e orientação sobre a importância do amigo da vez, uma pessoa que não está ingerindo bebida alcoólica para conduzir os demais com segurança.

Os agentes de segurança do DMTU receberam treinamento sobre aferição de alcoolemia no trânsito. acerca do uso de bafômetro e das formas corretas de abordagens de condutores de veículos, com vista ao respectivo teste em caso de suspeita de ingestão de bebidas alcoólicas.

Durante as festas a GMM atuou dando apoio à segurança e acompanhando blocos, arrastões e shows principais. Já o DMSP atuou com 45 agentes nos principais pontos da cidade: Morada Nova, São Félix, Marabá Pioneira e Liberdade.

No dia 28 de fevereiro a Patrulha Maria da Penha completou um ano no município, atuando em mais de 60 medidas protetivas. A Patrulha conta atualmente com 5 agentes da GMM e dois da PM, entre eles duas mulheres. O atendimento é personalizado, há sempre uma policial feminina para atender as mulheres e um masculino para abordar os agressores. A patrulha também tem parceria com a Defensoria Pública, que dão suporte jurídico às vítimas, além de auxílio psicológico e assistência através da rede de saúde do município.

Março e Abril

Em março tiveram início as medidas de contenção e prevenção ao novo Coronavírus. Com o primeiro caso chegando ao município, o decreto nº 26/2020 determinou o fechamento parcial do comércio depois de uma reunião integrada com Polícia Militar, Polícia Civil, Gabinete do Prefeito, Procuradoria Geral do Município, Postura, Vigilância Sanitária, Guarda Municipal de Marabá e Departamento Municipal de Trânsito e Transporte Urbano.

Neste mês também foi criado o Comitê de Enfrentamento ao Coronavirus, através do decreto Nº 27/2020, com participação dos órgãos de segurança da SMSI e tiveram início uma série de ações de fiscalização e conscientização em relação à pandemia. Os órgãos passaram a atuar junto com a Divisão da Vigilância Sanitária (Divisa) na fiscalização dos estabelecimentos comerciais e ruas da cidade. Cerca de 70 estabelecimentos foram fechados por descumprirem o decreto

Uma ação de destaque ocorreu na Feira da Folha 28, os agentes estabeleceram uma entrada e uma saída na feira. Ações também ocorreram nos 15 abrigos montados para receberem as vítimas da enchente que estavam sendo mantidos pela Prefeitura através da Defesa Civil do município.

Os agentes do DMTU também atuaram nas estações rodoviárias, orientando quanto às proibições do transporte intermunicipal, fiscalizando, cobrando o uso dos Equipamentos de segurança. O órgão também atuou na higienização dos transportes públicos.

O mês de abril  também contou com novas ações de sinalização buscando maior segurança no trânsito. Foram 30 novas placas, com 4 modelos diferentes colocadas no perímetro da rodovia Transamazônica BR-230. Além de semáforos de três tempos colocados no Bairro Nossa Senhora Aparecida e Folha 19

Outra ação marcante de abril  foi o resgate de três filhotes de onças em Cumaru do Norte, 500km de Marabá. Houve um planejamento entre Semma , a Fundação Zoobotanica de Marabá, que recebeu o pedido de transferência dos felinos. Os filhotes foram encontrados na reserva da propriedade sem a mãe, já magros, a equipe de resgate foi  composta de um biólogo da FZM e dois servidores da Semma.

Maio

Após dois meses de isolamento social o comércio da cidade comércio da cidade começou a ser reaberto. Com isso os órgãos de segurança atuaram principalmente nas medidas de distanciamento social e fiscalização. O DMSP e o DMTU atuaram junto às agências bancárias com tendas e restrição do trânsito para que as pessoas pudessem utilizar as agências e sacarem seus Auxílios Emergenciais.

Os órgãos também verificaram in loco as medidas de isolamento social e higienização. Agentes da GMM realizaram trabalho de conscientização e fiscalização, enfatizando o uso de mascara e álcool em gel . Foi feita a verificação em feiras, balneários, praias e campos de futebol.

Junho

Além de manter as ações de fiscalização, em junho foi lançada a campanha “Cerol Não”, parceria do DMTU, GMM e DMSP. Ao longo da campanha foram mais de 3 mil materiais apreendidos, sendo que a maioria deles são carretéis de linha chilena (4x maior poder cortante que o cerol comum), além do cerol caseiro (vidro moído com cola). Os produtos apreendidos foram incinerados na sua maioria.

Após o lançamento da campanha os números chegaram a cair de 60 denúncias por dia, para 10 denúncias. A campanha ocorreu em vários bairros e contou com uma Blitz Educativa realizada em julho na entrada da Velha Marabá.

O mês também foi de muito trabalho em relação a segurança do meio ambiente. A Semma realizou a apreensão de pássaros criados sem autorização em bairros do município e participou da apreensão de madeira ilegal operação integrada com Polícia Rodoviária Federal . Foram dois caminhões transportando madeira serrada, de várias espécies, de forma ilegal, por divergência de volume e documentação.

Julho

No dia 5 de julho, brigadistas da Defesa Civil participaram de um curso de aperfeiçoamento profissional com foco no combate a queimadas. Foram realizadas avaliações teóricas e práticas. O foco do curso foi o combate às queimadas no município.

Em 23 de julho foi comemorado o aniversário de 11 anos de criação da GMM, criada em 2019. Devido a pandemia foi realizado apenas um café da manhã com a presença do secretário.

Neste mês ganhou destaque na cidade o sumiço do taxista, Gilmar Lima Leite, que ficou desaparecido por 5 dias. Ele foi encontrado com a ajuda do Canil da GMM, que junto com mais três agentes encontraram e o levaram para tratamento no HMM. O canil também participou de uma ação solidária neste ano, onde foram adquiridos quase uma tonelada de alimentos para serem distribuídos para as pessoas carentes da cidade.

Agosto

O mês foi marcado pela as ações de combate às queimadas no município. A Defesa Civil junto com a Semma atenderam mais de 200 ocorrências de combate às queimadas. As ações também contaram com apoio do Ministério Público, Exército Brasileiro e Bombeiros. A brigada da Defesa Civil contou com 20 brigadistas e um carro pipa da Semma.

Setembro e Outubro

Durante o período eleitoral os órgãos de segurança continuaram atuando na fiscalização das medidas de segurança contra a Covid 19, queimadas e nas rondas nos bairros e praças. Além de auxiliar a Semma na fiscalização de poluição sonora. A GMM também implantou o Setor de Saúde Mental, sob a responsabilidade da psicóloga Karoline Belém, ligada à Secretaria de Segurança Institucional, com o objetivo de dar suporte mental ao efetivo da GMM, mantendo a qualidade e o bem-estar emocional da tropa.

Novembro

Além das ações de rotina em novembro, os agentes do DMSP, GMM e DMTU participaram de um curso teórico prático de defesa pessoal. Para lidar com as situações cotidianas que podem aparecer. O curso também contou com a participação de psicóloga para conversar com os agentes sobre como manter a calma e lidar com situações de risco em segurança.

Dezembro

No início do mês foi lançada a “Operação Frota Segura”, integrada com PM, PC DMTU e GMM. No setor comercial, as ações da operação acontecem das 8 da manhã às 22 horas, nos locais de maior fluxo de pessoas, inclusive as agências bancárias. Objetivo de garantir segurança à população neste período de décimo terceiro, maior compras.

No dia 4 de dezembro foi lançada a Campanha Laço Branco, de combate a violência contra a mulher. Contou com a participação da GMM e da Patrulha Maria da Penha. O objetivo é conscientizar e sensibilizar todos no engajamento contra violência contra mulher.

Dia 11 de dezembro foi lançado oficialmente o teatro de Fantoches da GMM, a apresentação aconteceu através do Grupamento Ronda Escolar, formado por 10 Guardas e servirá para dar palestras educativas nas escolas. Durante a semana foram feitos os treinamentos com os agentes. Também atuará com o Canil da GMM, sobretudo nas palestras com temas relacionados aos riscos de drogas.

As ações de fiscalização em parceria com a  Divisa também aumentaram, tendo sido interditados mais de 6 bares no mês, por funcionarem como boate, descumprindo as regras de segurança contra Covid 19. No dia 20 foram três no bairro São Félix e um no bairro Morada Nova.  No dia 12 já havia sido interditado outro bar na Orla de Marabá.

As fiscalizações também continuam, em parceria com a Semma, no defeso da Piracema, que começou em 1 de novembro, até aqui já foram apreendidos 3870 metros de redes de emalhar, 70kg de pescado, 2 tarrafas e 4 metros de espinhel.

 

Texto: Osvaldo Henriques