SALÃO DO LIVRO: BANPARÁ REVELA QUE AINDA FALTAM 800 PROFESSORES COMPRAREM COM CREDLIVRO

 

Pouco mais de 1100 professores fizeram uso do credlivro. Se o crédito não for utilizado até o próximo domingo, educadores perdem o benefício.

 

Cerca de 1.100 professores da rede municipal de Marabá já fizeram uso do Credlivro, um bônus que a Secretaria Municipal de Educação (SEMED) está oferecendo a todos os educadores do quadro efetivo para adquirirem livros no Salão do Livro do Sul e Sudeste do Pará. Todavia, por outro lado, o Banpará revelou por volta de meio dia desta sexta-feira, 4, que ainda faltam cerca de 800 professores comparecerem ao estande do banco instalado no Centro de Convenções de Marabá.

No caso do município, o secretário de Educação, Luciano Dias, explica que os educadores devem retirar um cartão exclusivo para aquisição de livros até o limite de R$ 150,00 e comprarem como se fosse um cartão de débito. “É um benefício que está sendo elogiado por muitos professores. Caso não façam uso, o crédito se desfaz e ninguém vai poder fazer uso dele”, lamenta.

Domingos Filho, analista do Banpará, um dos bancários destacados para atender os professores com o Credlivro, salienta que os dias mais movimentados por professores para retirar o cartão e comprar livros foi sábado, dia 27, e no feriado do Dia do Trabalhador.

Ele espera que nos dois últimos dias do evento o número de professores validando seu cartão para aquisição de livros cresça novamente. Ele revelou que até pouco antes de meio dia, o total de professores da rede municipal que usaram o Credilivro chega a 59%, o que representa pouco mais de 1.100 pessoas. O número de educadores que têm direito ao benefício ultrapassa a casa dos 1.900.

Texto: Ulisses Pompeu

Acessibilidade