Saúde: Aos 74 anos José Teixeira vence a Covid, após 14 dias internado

  1. O pedreiro aposentado enfrentou a maior batalha da sua vida e venceu, com apoio de profissionais da saúde.

Seu José Teixeira, 74 anos, acaba de ampliar seu acervo de histórias. Conhecido por gostar de narrar fatos, agora ele tem um relato de experiência impressionante para contar. O pedreiro aposentado é um dos vitoriosos na batalha contra o novo coronavírus (SARS-CoV-2), em Marabá. A doença foi descoberta através de um exame de Tomografia Computadorizada, que detectou a pneumonia, causando um susto na família. Ao todo, ele passou 14 dias internado lutando pela vida.

Além de ser do grupo de risco devido ao fator idade, o aposentado é hipertenso e diabético. No feriado do Dia do Trabalhador, em primeiro de maio, seu José Teixeira foi levado desacordado pelo SAMU, ao Hospital Municipal de Marabá (HMM). Ele já estava sentindo os sintomas graves da Covid, como a dificuldade para respirar e tenta descrever a sensação angustiante.

“Não vi quando fui levado ao hospital, parece que eu tinha sido colocado de cabeça pra baixo”, relata.

Segundo os familiares, seu José começou a sentir os primeiros sintomas da doença, ainda em abril. Apesar de não sair de casa e tomar cuidados necessários para evitar a doença, o vírus entrou na casa dele infectando a todos. Filhos, nora, esposa e neto também sentiram febre, falta de olfato e do paladar. Eles contam que o aposentado foi o último a apresentar os sintomas, mas o único a desenvolver a doença de forma mais grave.

“Me sinto um vitorioso. Esse coronavírus não é coisa pra cristão não. Enquanto eu estava lá duas pessoas morreram, foi triste”, ressalta seu José, que reconhece também o esforço dos profissionais de saúde em atender os pacientes infectados.

José Teixeira venceu a Covid aos 74 anos

Ele passou pelo Hospital Municipal e Hospital de Campanha, e agora, com seu José em casa se recuperando, a família respira mais aliviada, embora continuem com as medidas preventivas e cuidando para fortalecer o organismo do idoso, que já começou a se alimentar melhor para aumentar a imunidade. Seu José também está sendo acompanhado por médicos especialistas por conta do estado delicado de saúde.

“Agora estamos cuidando, levando ele em especialistas. Ele sente muita fraqueza ainda, mas queremos agradecer à Secretaria de Saúde, pois não temos nada que reclamar, só agradecer. Enquanto esteve no Hospital Municipal, a gente teve o acompanhamento para saber como ele estava”, disse José Carlos Aguiar, um dos filhos do aposentado.

Nesta quarta-feira (03), a família teve mais um motivo pra comemorar. A esposa, Eurides Aguiar, com quem é casado há 60 anos, completou 73 anos e seu José pôde estar ao lado dela e dos seus 7 filhos. “Ele foi um guerreiro! Melhor presente de aniversário”, afirmou a esposa.

Texto: Leydiane Silva
Fotos: Paulo Sérgio

Acessibilidade