Saúde: Campanha de vacina contra sarampo busca vacinar pessoas de 20 a 49 anos

A campanha de vacinação segue por tempo indiscriminado até que se atinja a meta de vacinação

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) reforça à população de 20 a 49 anos a necessidade de realizar a vacina contra sarampo. As doses estão disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município e da zona rural. Mesmo quem já se vacinou no passado tem direito a tomar uma dose de reforço.

“Quem não tem a carteirinha de vacinação, na dúvida, deve tomar. Mesmo quem tiver, tem direito a tomar mais uma dose de reforço. É necessário que todos procurem a UBS para se proteger”, destaca a enfermeira, Cinthia Mendes, da Coordenação de Imunização da SMS. Ela ressalta que em março foi recebido um grande estoque da vacina, mas que a procura ainda está limitada.

Até o momento apenas 2% da população de 20 a 29 anos, 2,5% de 30 a 29 anos e 1,9% da população de 40 a 49 anos procurou as UBS para se vacinar. A campanha de vacinação segue por tempo indiscriminado até que se atinja a meta de vacinação. Apesar da baixa procura neste ano ainda não foi registrado nenhum novo caso da doença no município.

Outras faixas etárias também devem se vacinar.

A vacina do sarampo é uma vacina de rotina, feita da criança até o adulto. Nas crianças é dada uma dose ao completar 1 ano e outra aos 15 meses. Atualmente devido aos novos casos da doença que tem aparecido no país, também está ocorrendo a vacinação da chamada “dose zero”, que é dada aos 6 meses de idade.

Qualquer pessoa que não tenha sido vacinada, dos 6 meses até os 59 anos podem procurar as UBS e garantir sua vacina. “Precisamos que todas as pessoas e responsáveis – no caso de bebê e crianças – de 6 meses a 59 anos se encaminhem para as salas de vacina nas UBS, no intuito de verificar se as doses de rotina contra o sarampo estão na carteira, para Marabá vencer essa doença novamente. Lembramos que o sarampo também é uma doença de transmissão respiratória. Se imunizar também ajuda a evitar confusão com alguns sintomas da COVID-19 (como tosse e irritação nos olhos)”, esclareceu Cinthia Mendes

Gripe

Vale reforçar que a campanha contra gripe (Influenza H1N1) também está ocorrendo concomitantemente. As crianças de 6 meses a 5 anos e 11 meses que ainda não se vacinaram devem fazer o quanto antes.  A vacina contra a gripe está disponível para todos os indivíduos que façam parte do público-alvo de qualquer uma das três fases da campanha, que além das crianças incluem: idosos acima dos 60 anos, gestantes, puérperas de até 45 dias, adultos de 55 a 59 anos, professores, além portadores de doenças crônicas não transmissíveis.

Texto: Osvaldo Henriques
Fotos: Paulo Sérgio

Acessibilidade