Saúde: Cirurgia de laparotomia, realizada no HMI, salva vida de recém-nascido

Na última sexta-feira (19), a equipe médica do Hospital Materno Infantil (HMI), precisou tomar uma decisão importante após o nascimento de uma criança prematura. Azzaf Gabriel Silva, nasceu com 30 semanas de gestação e pesando 1,510 gramas. O recém-nascido necessitava de uma intervenção cirúrgica de urgência no abdômen.

O procedimento cirúrgico consistia na abertura do abdômen para a realização de um ordenamento da alça intestinal, pois o bebê havia sido diagnosticado com pneumoperitório, ou seja, presença de ar na cavidade abdominal. A criança teve que ser submetida a uma laparotomia, uma incisão na cavidade abdominal.

De acordo com a médica pediatra Lígia Ribeiro Leal, apesar da complexidade, devido ser um recém-nascido prematuro,o procedimento obteve êxito. “A cirurgia foi realizada no HMI e foi a segunda dessa natureza aqui no hospital. A cirurgia ocorreu tudo bem e a criança está na recuperação e evoluindo bem”, informou a médica.

A cirurgia foi realizada pelo médico André Alves, que decidiu pelo procedimento ao perceber o quadro apresentado, após avaliações feitas no paciente. “O Dr. André Alves é um médico cirurgião pediatra do HMI e de imediato, percebendo o quadro clinico da criança, iniciou o procedimento cirúrgico”, explicou a médica Dra. Lígia Leal.

Médica Lígia Ribeiro Leal

A mãe de Azzaf Gabriel, a estudante Laila Cleidiane Silva Lima, de 17 anos, passa bem após o parto e está em observação no HMI. Ela está sendo acompanhada pelo pai, o motorista Claudemir Ferreira Lima, que não poupou elogios à equipe médica do Hospital. “Desde quando chegamos aqui no hospital, fomos muito bem recebidos, e quando foi para fazer a cirurgia em meu neto, o hospital me ligou me informando da situação. Realizaram a cirurgia, aqui a equipe é muito presente, e estão de parabéns, só tenho a agradecer por tudo que fizeram pela minha família”, relatou.

Vovô Claudemir Ferreira Lima

A dona de casa Victória Maria da Silva, tia de Laila, também tem acompanhado a sobrinha no hospital. “Tivemos uma ligação da assistente social aqui do hospital nos informando sobre a situação, mas confiamos muito em Deus e que tudo vai terminar bem e vamos para casa com Azzaf”, disse.

Victória Maria da Silva, tia da Laila

Enquanto o Azzaf se recupera, o vovô mantém a fé e a esperança de logo segurar o netinho nos braços. “A gente vê que ele [Azzaf] tem sede de viver, fui lá em cima na UCI [Unidade Cuidados Intensivos] do hospital e vi isso, pequenininho mas tem sede de viver, e vai dar certo, em nome de Jesus”, disse emocionado seu Claudemir.

Mãe do Azzaf

Texto: Victor Haôr
Fotos: Paulo Sérgio 

Acessibilidade