Saúde: CTA altera atendimento aos pacientes durante pandemia Covid-19

Será mantido atendimento para gestantes e pessoas com casos reagentes para HIV, sífilis e hepatites virais, atendimento para vítima de violência sexual e a farmácia do SAE/CTA seguirá funcionando normalmente.

Durante o período incerto de pandemia, o Serviço de Atendimento Especializado/Centro de Testagem e Aconselhamento (SAE/CTA) de Marabá mantém as medidas de prevenção ao coronavírus, providenciando algumas alterações no seu atendimento diário, visando assim a prevenção às doenças e promoção da saúde dos clientes que realizam tratamento antirretroviral naquela unidade.

Baseada nessa premissa, a rotina do SAE/CTA obedece ao seguinte esquema: Ficam suspensos, temporariamente, os testes rápidos; será realizado atendimento para gestantes e pessoas com casos reagentes para HIV, sífilis e hepatites virais; também serão atendidos casos de inicio de tratamento antirretroviral; mantido ainda, atendimento para pessoa em profilaxia pós-exposição e vítima de violência sexual; a farmácia do SAE/CTA seguirá funcionando normalmente, manhã e tarde, das 08h ás 12h e 13h ás 17 horas.

Além disso, as consultas médicas também deverão ser espaçadas, sempre que as condições clínicas permitirem.

Estatísticas

O SAE/CTA tem hoje 2.989 pacientes de HIV/AIDS cadastrados e acompanhados; em 2019, houve o incremento de 317 novos casos cadastrados, sendo 110 do sexo feminino e 207 do sexo masculino.

A categoria de exposição que se destaca é a heterossexual. Em relação à escolaridade, observa-se um aumento de casos de indivíduos com menos de sete anos de estudo, caracterizando a epidemia em indivíduos infectados com baixa escolaridade e poder aquisitivo.

Este ano, até o mês de abril, houve registro de 95 novos casos HIV/AIDS cadastrados (46 de Marabá), sendo 52 do sexo masculino e 42 do sexo feminino. Lembrando que esse total de mais de três mil soropositivos refere-se ao acumulado (exceto mortos) desde a época de instalação do SAE/CTA e corresponde a todos os municípios referenciados na 11ª Regional de Saúde da Sespa.

Quanto às hepatites virais, existem 770 casos em acompanhamento, sendo 529 do tipo B (207 masculinos e 322 femininos) e 241 do tipo C (126 masculinos e 115 femininos). Sendo que no primeiro quadrimestre 2020 somaram-se 11 novos casos, 10 de hepatite B (seis masculinos e quatro femininos) e um caso de hepatite C, feminino.

Recomendações

Os cuidados das pessoas vivendo com HIV/AIDS no contexto da pandemia da Covid-19 são as mesmas recomendações emanadas do Ministério da Saúde, como:

  1. A) Higiene frequente das mãos com água e sabão ou álcool em gel.
  2. B) Evitar tocar olhos, nariz e boca.
  3. C) Evitar contato com pessoas doentes.
  4. D) Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar, com o cotovelo flexionado ou um lenço descartável.
  5. E) Ficar em casa e evitar contato com pessoas quando estiver doente.
  6. F) Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Texto: João Batista
Fotos: Paulo Sérgio

Acessibilidade