Saúde: CTA/SAE sai da rotina e leva pacientes a um passeio ao ar livre

Nesta terça-feira, 08 de outubro, o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) e o Serviço de Atendimento Especializado (SAE) levaram um grupo de 20 portadores de HIV e hepatites virais para um piquenique no balneário Filadélfia, no Rio Itacaiunas, visando não só a quebra de preconceitos, mas também o contato com a natureza.

De acordo com Katiane Chaves, gerente do CTA, depois de uma reunião com o grupo de apoio do SAE Marabá, optaram por um tratamento com abordagem diferenciada, a partir do tema “é preciso viver sem preconceito”, onde pessoas com HIV e hepatites virais possam sair da rotina de quatro paredes, quebrando paradigmas impostos por essas doenças.

Iniciando o novo processo, a rotina desse grupo de pacientes foi alterada com passeio em um balneário da cidade, com direito a café da manhã e almoço ao ar livre. Ainda de acordo com Katiane, uma pessoa com HIV tem tendência natural ao isolamento. No entanto, é necessário seguir em frente, escolher viver. Até porque, diante dos avanços dos medicamentos, pessoas com HIV podem ter uma boa qualidade de vida.

Uma campanha do Ministério da Saúde observa que, uma pessoa bem tratada, a partir dos seis meses de uso contínuo dos antirretrovirais, a carga viral do soropositivo fica imperceptível. Por isso, agora muitas pessoas levam a vida naturalmente, sem se importar com o preconceito.

Zona rural – Nesta quarta-feira (09), o CTA está com uma equipe na Vila Espírito Santo, a convite do Movimento de Conciliação da Celpa, que faz naquela comunidade uma Ação Cidadania. Por parte do CTA acontecem testagem rápida para HIV, sífilis e hepatites virais e aconselhamento acerca da prevenção dessas viroses.

Texto: João Batista
Fotos: Divulgação

ACESSIBILIDADE
X