Saúde: Equipes de endemias intensificam ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti

(13 de janeiro de 2021)

Com a chegada do período chuvoso na região, meses que o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika, tende a se proliferar, em razão do aumento dos criadouros provocados pela água parada, as equipes de endemias da Secretaria Municipal de Saúde realizam um trabalho mais próximo com a comunidade.

A ação consiste em visitas aos domicílios e levantamento de possíveis locais utilizados como criadouros, por exemplo, calhas, caixas d’água sem tampa, vasos de plantas, garrafas ou algum outro utensílio, que acumule água da chuva. Os dados são repassados para compor o LIRA – Levantamento do Índice Rápido do Aedes Aegypti.

Na manhã de terça-feira (12), as equipes estiveram pela Marabá Pioneira. Na ruas Barão do Rio Branco e Benjamin Constant foram localizados terrenos baldios que, sem a limpeza feira pelos proprietários, se tornam espaços apropriados para a proliferação do mosquito.

De acordo com Amadeu Moreira, coordenador de Endemias e Vigilância Ambiental, este é o melhor período para proliferação do mosquito devido às constantes chuvas e a ação das equipes é essencial para manter o município sem registro das doenças transmitidas pelo Aedes.

“Estamos há mais de um ano sem registro de dengue em nosso município. Mas não podemos relaxar com o trabalho de casa em casa e fundamentalmente as orientações às famílias para evitar água parada em suas residências”, explicou Amadeu Moreira.

O coordenador ressaltou ainda que todas as equipes estão treinadas para trabalhar dentro dos protocolos da vigilância sanitária para evitar a proliferação e o contágio do coronavírus, tanto para os agentes quanto para o proprietário do imóvel.

“Nossos agentes estão com os equipamentos de proteção individual e são orientados a manter o distanciamento com os moradores das residências. O importante é a proteção de ambos e o trabalho ao combate ao mosquito. Nos próximos realizaremos o fumacê nos bairros”, destacou Amadeu Moreira.

Amadeu Moreira, coord. Endemias 

Texto: Victor Haôr 
Fotos: Paulo Sérgio 

Galeria: