HMI

Saúde: HMI realizou mais mil partos em 2019 e a taxa de mortalidade é a menor dos últimos cinco anos.

Um levantamento feito pelo Hospital Materno Infantil de Marabá (HMI) revelou que nos últimos seis anos, o número de atendimento vem aumentando e a taxa de mortalidade diminuindo. A média mensal é de 1.300 mulheres atendidas, destas cerca de 400 são internadas para realização de partos na maternidade.

O HMI é a única maternidade pública da região e atende mais de 14 municípios do sudeste paraense, mas ainda assim, consegue manter a taxa de mortalidade abaixo do que preconiza a Organização Mundial de Saúde. O levantamento mostra que em 2017 foram realizados 16.428 atendimentos e 4.447 deles foram partos, sendo 2.745 partos normais. Por outro lado, em 2018 os números subiram para 17.206 atendimentos, sendo 4.496 partos, 2.815, normais. Esse ano apenas no primeiro trimestre do ano, a maternidade já registrou mil nascimentos, informa doutor Fábio Costa, diretor técnico do HMI.

Segundo o médico, ao mesmo tempo que o número de atendimento aumenta, diminui a taxa de mortalidade na maternidade. Ele lembra que em 2013 quando foram realizados 4.200 partos, foram registrados seis óbitos maternos, mas de lá para cá, houve um decréscimo. “A Organização Mundial de Saúde preconiza para a nossa quantidade de atendimento, uma mortalidade de 1.35% de mulheres, aceitável. Nós tivemos um óbito no ano passado, ou seja, estamos abaixo do que é preconizado a OMS. Zerar a gente nunca vai zerar, mas vamos tentar”, observa o diretor.

“Temos uma equipe médica mais completa, mais recursos”, Fábio Costa, diretor técnico. 

Ainda de acordo com ele, a taxa de mortalidade de recém-nascidos tem sido ainda menor. Em 2017, a taxa foi de 0.6%, e no ano passado 0.56%. Ele enfatiza o esforço das equipes da maternidade para zerar esses números. “Tem o esforço da equipe e o da gestão. Temos uma equipe médica mais completa, mais recursos, não está mais faltando insumos, enfim com mais condições de trabalho, estamos tentando responder adequadamente”, ressalta o médico.

O HMI conta com dez médicos e na expectativa da chegada de mais dois médicos neste mês de maio. Existem dois centros cirúrgicos funcionando, seis de pré parto e duas salas de partos. Uma novidade é a humanização que vem sendo implantada na casa de saúde. Atualmente, a maternidade tem introduzido aos poucos o parto humanizado que dá direito a paciente ao um acompanhante. No HMI, por enquanto, só é permitido o acompanhamento por parte de mulheres, devido a estrutura do hospital, que ainda não oferece um quarto exclusivo para cada parturiente. “Estamos com as portas abertas, a mãe que quiser conhecer a maternidade pode vim conhecer. Agora já temos curso para gestantes”, destaca Fábio Costa.

Texto: Leydiane Silva

Foto: Paulo Sérgio

 

ACESSIBILIDADE
X