Saúde: Referência em cirurgias ortopédicas, HMM passa a realizar procedimento de haste de tíbia

O Hospital Municipal de Marabá, que é considerado referência em cirurgias de ortopedia, recentemente passou a realizar mais um tipo de procedimento de média e alta complexidade, a cirurgia de haste de tíbia, quando hastes, produtos médicos implantáveis, são inseridas no canal medular da tíbia, mantendo os ossos na posição certa.

Nesta terça-feira (28), o HMM realizou o procedimento em uma senhora de 50 anos, que fraturou a tíbia ao se envolver em um acidente de trânsito com uma motocicleta, no município de São Domingos do Araguaia. A cirurgia, que antes só era realizada no Hospital Regional de Marabá, durou em torno de uma hora.

De acordo com Felipe Vicente, um dos ortopedistas do HMM, o procedimento só é possível porque o centro cirúrgico do hospital conta com o arco cirúrgico, um equipamento de raio-X que possibilita reproduzir imagens em tempo real. “O arco cirúrgico nos dá imagens reais e instantâneas do que acontece no período intra-operatório. Essa cirurgia é a mesma que foi feita no atleta Anderson Silva. No dia seguinte da cirurgia o paciente já pode ambular (andar), e permite uma mobilidade precoce, que ele tenha uma recuperação pós-operatória com mais tranquilidade”, explica o médico.

Segundo o médico Luís Sérgio Matos, diretor clínico do HMM, assim como a cirurgia de haste da tíbia, o Hospital Municipal tem realizado procedimentos cirúrgicos que o coloca como referência na região. “Hoje o HMM tem um dos melhores serviços de cirurgia da região. Os pacientes não precisam mais sair de Marabá, ou esperar leitos no Hospital Regional para cirurgias de média complexidade. Hoje temos o arco cirúrgico e muitas outras melhorias estão previstas para acontecer”, afirma o diretor.

Nos últimos três anos, com quatro salas cirúrgicas em funcionamento, o HMM conseguiu reduzir as filas de espera para as cirurgias eletivas. Só em 2019, a casa de saúde realizou em torno de 4.800 cirurgias, das quais 1.800 foram ortopédicas.

Além de Marabá, o hospital tem recebido pacientes de toda a região sudeste do estado, dentre os municípios com mais registros estão São Geraldo, São Domingos, Itupiranga e Eldorado dos Carajás, mas há registros constantes também de Rondon, Bom Jesus, Abel Figueiredo, Nova Ipixuna, Brejo Grande, Curionópolis e Dom Eliseu.

Texto: Leydiane Silva
Fotos: Paulo Sérgio dos Santos 

Veja as fotos

 

Acessibilidade