Saúde: Secretaria de Saúde apoia Novembro Azul na Câmara Municipal

0

Na manhã desta quarta-feira, dia 6 de novembro, a Câmara Municipal de Marabá realizou Sessão Especial do Novembro Azul, com apoio da Prefeitura de Marabá, por meio da Secretaria Municipal de Saúde. Além da participação do secretário Luciano Lopes Dias na abertura do evento, médicos da rede municipal realizaram palestras, fizeram atendimentos e o CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento) disponibilizou testes rápidos (HIV, sífilis, hepatites virais), aferição de PA e teste de glicemia. Também houve distribuição de preservativos e até tickets para corte de cabelo.

A sessão especial foi presidida pelo vereador Nonato Dourado, que agradeceu a parceria com a Secretaria Municipal de Saúde e parabenizou pela ampla programação que está sendo divulgada para o Novembro Azul nos centros de saúde da cidade e da zona rural.

O secretário Luciano Lopes Dias elogiou a Câmara e o vereador Nonato Dourado pela iniciativa de alertar os homens sobre o câncer de próstata por meio da campanha Novembro Azul. Ele revelou que mais de 3.000 procedimentos foram realizados no Outubro Rosa, com consultas, exames, entre outros procedimentos envolvendo as mulheres, o que ajuda a reforçar a atenção básica. “Esta campanha ajudará a atrair um público reticente com exames e consultas, que são os homens. Sabemos que o diagnóstico tardio ajuda a aumentar as mortes por câncer de próstata. Embora seja essa a doença que atinja pessoas com mais idades, começamos a atender pacientes a partir de 40 anos de idade”, explica.

Ele também informou que a SMS está reforçando o atendimento diário aos homens no Centro de Saúde Pedro Cavalcante, no Bairro Amapá. “Temos meta a atingir e vamos reforçar as ações para que esse público seja alcançado. Temos 13 postos na zona urbana e vários outros na zona rural para atender esta população neste mês de novembro”, observa Dias.

O secretário revelou que a Prefeitura já investiu algumas centenas de milhares de reais em campanhas extra muro para áreas mais vulneráveis do município, principalmente a zona rural, atendendo pedidos das comunidades e da própria Câmara Municipal. “Estamos avançando, embora ainda tenhamos muito a melhorar”, reconheceu.

Luciano Dias lembrou que o atendimento de saúde nos hospitais e unidades básicas de saúde é maior do que a demanda especificamente do município de Marabá, alcançando mais de um milhão de habitantes da região.

 

Texto: Ulisses Pompeu
Fotos: André Figueiredo/Ascom CMM

Nenhum Comentário

ACESSIBILIDADE
X