Saúde: “Setembro Amarelo” inicia com palestras nas Unidades Básicas de Saúde

0

A próxima UBS a receber palestra é o Crismu, na Folha 33, Nova Marabá, nesta quinta-feira (12), às 09 horas da manhã.

Semblante triste, apatia, nervosismo, estes são apenas alguns dos sintomas que devem acender um alerta em alguém próximo de você. Neste mês ocorre a campanha “Setembro Amarelo”, que chama atenção para a prevenção do suicídio e, nesta semana, a Prefeitura de Marabá deu início ao ciclo de palestras sobre saúde mental em todas as Unidades de Saúde da zona urbana da cidade. A campanha é desenvolvida pelos Programas Estratégia da Família e Educação Continuada da Secretaria Municipal de Saúde. Nesta terça-feira (10), foi a vez de pacientes e servidores da UBS do Bairro Laranjeiras saberem um pouco mais sobre o assunto.

Dona Neide Rabelo, de 51 anos, estava sentada na primeira fileira e atenta às informações. A vendedora sabe da importância dos cuidados com a saúde mental e fez questão de assistir a palestra que marcou a abertura da campanha no postinho. Ela revela que passou oito anos em tratamento para combater um quadro de depressão, mas atualmente comemora, pois há quatro deixou de tomar a medicação.

“É muito importante falar sobre isso, conscientizar do perigo, porque é um perigo. A depressão deixa a pessoa triste, pensamos que as pessoas não prestam atenção em nós. Eu passei por um momento difícil, mas graças a Deus eu me curei com ajuda dos meus filhos e do psicólogo”, afirma a vendedora.

A busca por ajuda de profissionais, família e amigos é uma das recomendações de João Augusto Miranda, enfermeiro da Ala Psicossocial do Hospital Municipal de Marabá (HMM) e palestrante da campanha. De acordo com ele, o suicídio tem sido um assunto emergente e é preciso levar o máximo de informações sobre saúde mental à comunidade e profissionais de saúde como forma de combater e prevenir doenças e as consequências delas.

Na UBS Laranjeiras, João Augusto falou sobre como a correria do dia a dia impede a percepção dos sintomas das doenças da mente em pessoas próximas. “Às vezes as pessoas estão passando por problemas e a gente consegue se ater no dia a dia não aos pedidos de ajuda que elas fazem até indiretamente. A gente pensa que é só estresse, cansaço, mas pode ter muitas coisas que estejam culminando para um transtorno mental e também levar esse indivíduo a um suicídio”, explica o enfermeiro.

Por isso, ele alerta para que ao perceber falta de equilíbrio emocional, estresse, esquivar-se da convivência com outras pessoas, cansaço que atrapalha no rendimento em todas as áreas sociais, dentre outros sintomas, esteja na hora de procurar ajuda.

Em Marabá, o atendimento é ofertado na rede por meio do CAPS e nos casos severos no Hospital Municipal de Marabá. Mas o primeiro passo tem que ser dado no postinho, na consulta com clínico geral.

Samara Amoury gerente da UBS das Laranjeiras, explica que após esse procedimento, caso seja detectado algum problema mental, o paciente é encaminhado ao psicólogo da rede. “Ela atende de segunda a sexta, por meio do encaminhamento. Mas nesse mês de setembro também nos auxiliará em ações pelos bairros de abrangência da UBS, no trabalho de prevenção ao suicídio”, ressaltou a gerente.

A próxima UBS a receber palestra é o Crismu, na Folha 33, nesta quinta-feira (12), às 09 horas da manhã.

Texto: Leydiane Silva
Fotos: Paulo Sérgio

Nenhum Comentário

ACESSIBILIDADE
X