Saúde: Vigilância sanitária fiscaliza mais de 100 estabelecimentos entre lojas, igrejas e academias.

A fiscalização também ocorre em cursos profissionalizantes e estabelecimentos de ensino superior

A Vigilância Sanitária de Marabá visitou todas as lojas dos dois shoppings centers da cidade, mais de 35 academias e 30 igrejas do município ao longo dessa semana. Além desses locais, a partir desta sexta-feira (25), as equipes fiscalizam cursos profissionalizantes e faculdades particulares do município.

“Concluímos as visitas em todas lojas do shopping, tirando dúvidas e cobrando. Manteremos as visitas na próxima semana, agora com mais rigor e com caráter mais punitivo, se necessário”, explica Daniel Soares, coordenador do Divisão de Vigilância Sanitária, destacando que foi verificado um número maior de academias existentes do que as cadastradas.

“Estamos com a equipe fazendo um levantamento para atualizar esses números, para garantir que todas cumpram com as medidas sanitárias necessárias para o funcionamento. Só na Cidade Nova visitamos mais de 17 academias”, conta.

A fiscalização nas igrejas ocorre diariamente, sempre no período noturno, horário que são realizados os cultos e missas. “Começamos pelas igrejas maiores e as sedes. Mas estamos todo dia nesse trabalho. Elas têm se adequado e estão segundo os protocolos sanitários”, reitera Daniel.

Desde segunda-feira (22), as fiscalizações estão se concentrando principalmente nesses locais, devido a reabertura do segmento de shoppings e academias, através do decreto N° 60/2020Ficou autorizada também a reabertura de restaurantes, lanchonetes e congêneres a partir do dia 29 de junho, limitando-se a 50% da capacidade e distanciamento de 2 metros entre as mesas e 1 metro entre cadeiras.

Ao longo desta semana, ocorreu uma reunião entre a coordenadoria da Divisão de Vigilância Sanitária e os representantes dos restaurantes da cidade. “Tiramos as dúvidas deles, esclarecemos a situação e também ouvimos suas reivindicações. As que achamos pertinentes já foram passadas para procuradoria avaliar”, sublinha Daniel Soares.

Regras

Os shoppings estão autorizados a funcionar atualmente com apenas 40% de sua capacidade total e monitoramento rigoroso na entrada e saída, com medição de temperatura.  O estacionamento só pode funcionar com no máximo 50% da capacidade. Os caixas eletrônicos devem ser desinfetados a cada hora de uso.

Todos estabelecimentos devem disponibilizar álcool em gel para clientes e colaboradores que operarem as máquinas de cartão de crédito e caixas eletrônicos. Material de transporte das compras, como carrinho e cestas devem ser higienizados antes do uso por cada cliente.

As academias de ginástica estão funcionando com 40% da capacidade e, por enquanto, sem aulas de danças e artes marciais. As entidades de ensino superior e os cursos profissionalizantes estão autorizados a desenvolverem somente aulas práticas presenciais. As aulas dos cursos profissionalizantes estão limitadas a até 10 alunos e distanciamento mínimo de 1 metro e meio.

Os cultos, missas e eventos religiosos presenciais com público podem acontecer com no máximo 30% da sua capacidade e limitado a até 200 pessoas, desde que respeitando o distanciamento de um metro e meio entre os fiéis.

“É importante ressaltar que todos os estabelecimentos devem seguir as regras básicas, que valem para todos os locais e comércios hoje em dia. Evitar aglomerações, uso de máscaras, frequente higienização das mãos, marcação nas filas, desinfetar os locais com  regularidade, etc”, completa Daniel Soares.

Para mais informações, acesse também a nossa Live sobre assunto no Youtube da Prefeitura https://youtu.be/IXGChbV6pUc

Texto: Osvaldo Henriques
Fotos: Divulgação Divisa

Acessibilidade