SDU: Começa levantamento socioeconômico de famílias da área do Del Cobra, no bairro Santa Rosa

Nesta segunda-feira (21), equipes da Superintendência de Desenvolvimento Urbano (SDU), iniciaram o levantamento socioeconômico das famílias que moram na área denominada Del Cobra, no bairro de Santa Rosa, e das edificações não concluídas no local.

O objetivo é mapear, através do levantamento cadastral, quem são e quantas são as famílias que ocupam a área para que possam ter acesso aos benefícios em um futuro projeto habitacional no município. Segundo Mancipor Lopes, superintendente de desenvolvimento urbano, a realização dos levantamentos foi definida com a participação dos moradores em reunião no gabinete do prefeito.

“Ficou decidido que o SDU faria um levantamento socioeconômico das famílias que estão no local morando, levantamento socioeconômico daqueles que estão edificando e o levantamento físico das edificações não concluídas. A finalidade do cadastramento é identificar de maneira detalhada quais as famílias que estão na área para que no futuro, em programa habitacional, possam ser beneficiadas as famílias que efetivamente moram nas residências, e as casas em edificação essas serão removidas e, tendo legalidade, os beneficiários serão indenizados”, destacou.

Sidney Alves Mendes, líder comunitário, diz estar confiante que o trabalho iniciado nesta semana possam beneficiar a todas as famílias. “Estou ansioso pelo que vai acontecer aos moradores da área e que, em reunião, ficou de definir o futuro dos moradores, e a ideia dele é que os moradores sejam atendidos e tenham seus direitos garantidos”, disse.

Sidney Alves Mendes, líder comunitário

Seu Ronaldo da Silva Cavalcante, representante da comunidade na área do Del Cobra, no bairro da Santa Rosa, também não esconde a ansiedade. “Minha expectativa é a melhor possível, porque temos uma mesa de negociação e está sendo feito um levantamento para viabilizar uma melhor alternativa para todos os moradores” afirma ele, destacando que hoje são identificadas na área, 72 casas habitadas, 50 casas em construção e uma média de 200 terrenos.

Ronaldo Cavalcante, representante comunitário

Mancipor Lopes ressalta que na área será feito também um levantamento técnico de viabilidade de uma horta para a comunidade do Del Cobra. Além disso, ficou definido que nenhuma edificação seria mais construída. “O município irá colocar placas identificando a área e marcos delimitando a área para evitar que novas construções sejam feitas.”, explicou .

Texto: Victor Haôr
Fotos: Sérgio Silva

Acessibilidade